A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Junho de 2018

12/03/2018 21:54

Pistoleiros mataram “Milionário do WhatsApp” com pelo menos 9 tiros

Adriano Fernandes
Villalba foi preso em novembro do ano passado depois de ostentar seu dólares nas redes sociais. (Foto: ABC Color)Villalba foi preso em novembro do ano passado depois de ostentar seu dólares nas redes sociais. (Foto: ABC Color)

O traficante Felipe Iván Diaz Villalba, de 36 anos, foi atingido por pelo menos nove disparos de pistola 9 milímetros, enquanto corria em uma das esteiras da academia em que foi assassinado, esta noite (12), por Pedro Juan Caballero, na fronteira com Ponta Porã (MS).

As informações foram repassadas à polícia por testemunhas. O estabelecimento onde houve o crime fica pela Rua Cero Cora, no bairro Mariscal Estigarribia, mesma região onde em novembro passado o traficante, também conhecido como o “Milionário do Whatsapp”, também foi preso com o irmão, depois de ostentar dólares nas redes sociais.

Ainda conforme os clientes do estabelecimento, dois pistoleiros teriam chegado ao local de moto, entraram na academia e atiraram, sem trocar palavras com a vítima. A dupla fugiu logo em seguida.

Ainda conforme o Porã News, agentes da Divisão de Homicídios e da Policia Técnica de Pedro Juan, estiveram pelo local e ainda fazem buscas pelos pistoleiros.

Ostentação - Depois de divulgar nas redes sociais imagens ostentando dólares, jóias e carros de luxo, Villalba foi preso em novembro do ano passado pela Divisão Antidrogas da Policia Nacional Paraguaia.

Na ocasião, o irmão de Felipe, Fabio Diaz Villalba, também foi detido. Os dois foram presos durante operação no bairro Mariscal Estigarribia, suspeitos de pertencerem a mesma organização criminosa.

Com eles foram encontrados US$ 9,6 mil, dez armas de diferentes calibres e modelos, vários veículos e diversas joias de ouro.Villalba se tornou alvo de investigações depois de postar imagens de ostentação no Whatsapp, com dólares, carros e outros objetos.

Depois dos procedimentos periciais o corpo foi entregue a uma funerária local, a pedidos de familiares.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions