ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, DOMINGO  19    CAMPO GRANDE 25º

Interior

PM atira em indígena que ameaçava população com pau e revolta lideranças

Por Ricardo Campos Jr. | 05/01/2017 15:09
Indígena contido pela PM após danificar viatura e agredir policial (Foto: Caarapó News)
Indígena contido pela PM após danificar viatura e agredir policial (Foto: Caarapó News)

Um rapaz indígena identificado como Alexandre Claro foi baleado nessa quinta-feira (5) pela Polícia Militar em Caarapó, a 283 quilômetros de Campo Grande. Segundo a corporação, ele estava descontrolado com um pedaço de pau ameaçando pedestres e danificando veículos da cidade, sendo necessário o disparo para contê-lo. A medida, porém, revoltou as lideranças da aldeia Tey Kuê, onde ele mora.

O cacique da comunidade, Norivaldo Marques, disse ao Campo Grande News que o rapaz usa remédios controlados e tem problemas de saúde. Ele questiona desproporcionalidade da atitude dos militares que atenderam o caso.

“Ele estava sem arma de fogo e era doente. Eles são profissionais. Se estava com pedaço de pau, por que não deram um jeito de prendê-lo [sem atirar]?”, questiona a liderança.

Norivaldo disse que Alexandre foi atingido na região do joelho e levado pelo Corpo de Bombeiros até um hospital local. A Funai (Fundação Nacional do Índio) foi chamada e irá acompanhar o tratamento do rapaz, que deve ser transferido para um hospital em Dourados.

Conforme a PM (Polícia Militar), o jovem chegou a ferir um dos integrantes na equipe com uma paulada na mão e danificou a viatura antes mesmo que os agentes começassem a abordagem. O pedaço de madeira que ele usava era muito grande e pelo descontrole, não houve outra alternativa senão atirar.

O disparo foi efetuado na perna para que ele pudesse ser contido. A situação reuniu vários curiosos. Testemunhas afirmaram à equipe que um motociclista chegou a ser ferido pelo indígena.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário