A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 16 de Outubro de 2019

19/09/2019 09:33

Polícia apreende 250 quilos de cocaína em fundo falso, o 2º caso em 24 horas

Apreensão foi feita nesta manhã por policiais rodoviários federais na BR-163, saída de Dourados para Campo Grande

Helio de Freitas, de Dourados
Parte dos tabletes retirados de fundo falso de carreta, apreendida pela PRF hoje em Dourados (Foto: Divulgação)Parte dos tabletes retirados de fundo falso de carreta, apreendida pela PRF hoje em Dourados (Foto: Divulgação)

Outro grande carregamento de cocaína foi apreendido na região sul de Mato Grosso do Sul. Na manhã desta quinta-feira (19), policiais rodoviários federais encontraram pelo menos 250 quilos da droga no fundo falso de uma carreta carregada com milho. A apreensão foi no posto da PRF na BR-163, em Dourados, a 233 km de Campo Grande.

O milho a granel foi descarregado em uma cerealista em Dourados e os policiais estão removendo o fundo falso para retirar os tabletes de cocaína. A droga ainda será pesada, mas a estimativa dos policiais é que passe de 250 quilos.

O motorista da carreta foi preso em flagrante. A nota fiscal da carga lícita informava que o milho seria levado para Maringá (PR). A cidade paranaense também seria o destino oficial do carregamento de milho usado para esconder os 230 quilos de pasta-base de cocaína, apreendidos ontem (18) pela Polícia Militar Rodoviária na MS-386, em Ponta Porã.

A região de fronteira entre Ponta Porã e Dourados se tornou a principal rota da cocaína produzida na Bolívia e enviada para as grandes cidades brasileiras e para os portos, de onde é despachada para a Europa.

Em maio deste ano, o Campo Grande News mostrou na série de reportagem “MS nas mãos do crime” que os traficantes aproveitam o grande fluxo de carretas transportando grãos para enviar a cocaína trazida de avião da Bolívia para o Paraguai.

Segundo policiais da região, há muito tempo a estratégia é usada por traficantes locais, mas as apreensões de drogas em cargas de grãos eram esporádicas. Agora, são dezenas de caminhões flagrados com cocaína sob cargas lícitas, principalmente em períodos após a colheita de soja e milho.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions