A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Maio de 2019

22/01/2019 12:31

Polícia de MS inicia nova operação na fronteira com o Paraguai

DOF, Bope, pelotão de choque da PM, Polícia Civil, DOF, Garras e Guarda Municipal de Ponta Porã participam da operação que ajuda nas investigações sobre sequestro em Capitán Bado

Helio de Freitas, de Dourados
Helicóptero da PM de MS leva oficiais da Polícia Nacional para região onde ocorreu sequestro (Foto: Porã News)Helicóptero da PM de MS leva oficiais da Polícia Nacional para região onde ocorreu sequestro (Foto: Porã News)
O empresário paraguaio Silvino Villalva Salinas, sequestrado hoje (Foto: Divulgação)O empresário paraguaio Silvino Villalva Salinas, sequestrado hoje (Foto: Divulgação)

Forças da polícia de Mato Grosso do Sul iniciaram nesta terça-feira (22) mais uma operação na fronteira com o Paraguai. O objetivo da Operação Fronteira em Alerta é reforçar as ações contra as quadrilhas que travam uma guerra pelo controle do tráfico de drogas e de armas na Linha Internacional.

Ao Campo Grande News, o secretário estadual de Justiça e Segurança Pública Antonio Carlos Videira informou hoje que a operação acontece de Ponta Porã a Sete Quedas, numa extensão de pelo menos 200 km de fronteira seca e cortada por estradas de terra e acessos sem qualquer fiscalização.

Entre as forças policiais mobilizadas na operação estão o batalhão de choque da Polícia Militar, o Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais), o DOF (Departamento de Operações de Fronteira) equipes da Polícia Civil e da Garras (Delegacia de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros). Guardas civis municipais de Ponta Porã também atuam na operação na cidade.

O helicóptero da Polícia Militar também está sendo usado na operação. Há pouco, a aeronave decolou de Ponta Porã levando oficiais da Polícia Nacional do Paraguai para Capitán Bado, cidade vizinha de Coronel Sapucaia (MS), onde o empresário Silvino Villalva Salinas, 65, foi sequestrado na manhã de hoje.

Os policiais sul-mato-grossenses mobilizados na operação colaboram nas investigações sobre o sequestro. Dono de um armazém de grãos, Villalva foi levado de uma propriedade rural por volta de 9h30 desta terça-feira. Ele é cunhado do vereador de Capitán Bado Ronald Riveros Saucedo.

O contato dos sequestradores foi feito com o vereador. Falando em guarani, o sequestrador exigiu o dinheiro até meio-dia. Policiais paraguaios estão mobilizados na Linha Internacional à procura do cativeiro onde Salinas é mantido.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions