A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 19 de Maio de 2019

29/10/2018 11:04

Polícia investiga denúncia de incêndio criminoso e aguarda laudo da perícia

Barraco de acampamento de sem terra próximo a Dois Irmãos do Buriti foi queimado na noite de sábado (27)

Izabela Sanchez
Barraco pegando fogo no acampamento Sebastião Bilhar (Direto das Ruas)Barraco pegando fogo no acampamento Sebastião Bilhar (Direto das Ruas)

A Delegacia de Polícia Civil de Dois Irmãos do Buriti, a 83 km de Campo Grande, investiga a natureza do incêndio que ocorreu no acampamento Sebastião Bilhar, às margens da BR-262, durante o sábado a noite (27). De acordo com Leia Vilas Boas, coordenadora do MST (Movimento Sem Terra), as pessoas estavam reunidas assistindo ao Jornal Nacional, quando ouviram barulho de rojão e logo avistaram o fogo.

Conforme a delegada, Nelly Gomes dos Santos Macedo, o inquérito foi instaurado e a perícia esteve no local. “Vamos aguardar os resultados, para constatação da natureza do incêndio, se foi criminoso ou não. O laudo só sai em 10 dias”, comentou.

“Nós já fizemos a oitiva das vítimas e das testemunhas, e sem laudo fica difícil a gente chegar a uma conclusão”, complementou.

Segundo a coordenadora do MST, uma pessoa que mora perto do barraco incendiado disse que passou um veículo, ocupantes gritaram e quando olhou para trás o barraco estava em chamas. O dono não estava e os danos foram materiais, com perdas de roupas e móveis.

O acampamento reúne 150 famílias oriundas de oito movimentos sociais. Conforme Leia, são comuns atos de vandalismo, como furto da bandeira do MST ou faixas e defesa da reforma agrária. “Mas é a primeira vez que queima barraco”, afirmou.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions