A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

21/12/2015 09:34

Polícia investiga se facção criminosa ordenou assassinato de ex-presidiário

Pai de mato-grossense preso em flagrante pelo assassinato de rapaz de 18 anos é procurado por suspeita de participação no crime

Helio de Freitas, de Dourados
Com a roupa suja de sangue, Wagner de Souza é conduzido por policiais militares (Foto: Sidney Bronka/94 FM)Com a roupa suja de sangue, Wagner de Souza é conduzido por policiais militares (Foto: Sidney Bronka/94 FM)

A morte do ex-presidiário Thiago Henrique da Silva Coelho, 18, ocorrida neste domingo (20) em Dourados, pode ter sido ordenada pelo PCC (Primeiro Comando da Capital), facção criminosa com ramificações em presídios de quase todo o país. A polícia douradense suspeita que Coelho tenha praticado crimes sem o conhecimento da facção, e por isso foi morto por Wagner Porto de Souza, 40, o “Fininho”, preso em flagrante pelo homicídio.

O pai de Fininho, cuja identidade não foi informada pela polícia, é procurado como suspeito de ter ajudado o filho a cometer o crime. Ele teria vindo junto com Wagner, de Rondonópolis (MT), para cumprir a ordem da facção criminosa.

Fininho, também ex-presidiário, contou duas versões para justificar o crime. Primeiro disse que tinha sido por ordem do PCC, mas depois afirmou que matou Thiago Coelho porque o rapaz teria se envolvido com sua mulher. Thiago foi ferido com pelo menos 24 golpes de faca.

O crime – Na tarde deste domingo, pessoas que passavam pelo anel viário de Dourados perceberam um Fiat Tipo azul parado próximo à rodovia e o condutor teria “desovado” o corpo de uma pessoa no local. Informada sobre o episódio, a Polícia Militar mandou equipes para o local e em num bairro da região oeste da cidade abordou o carro.

Com a roupa suja de sangue e com um ferimento no braço, Fininho não teve como negar o crime e levou os policiais até o local onde jogou o corpo de Thiago. Ele disse que os dois tinham ido juntos até Pedro Juan Caballero e quando retornavam para Dourados decidiu matar o rapaz.

Fininho disse que começou a golpear Thiago ainda dentro do carro. Os dois lutaram, o rapaz de 18 anos chegou a tomar a faca de Wagner e o feriu no braço esquerdo. Durante a luta, Fininho retomou a faca e golpeou Thiago até a morte. O corpo foi colocado no porta-malas e jogado na beira da rodovia.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions