A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 19 de Outubro de 2017

23/06/2014 15:34

Polícia investiga se houve "acerto de contas" em assassinato de jovem de 19 anos

Caroline Maldonado
Rapaz foi executado com três tiros (Foto: News Chapadense)Rapaz foi executado com três tiros (Foto: News Chapadense)

A Polícia investiga a hipótese de que o assassinato de Ueverton Ferreira Januário, 19 anos, tenha sido um acerto de contas, pois o rapaz se relacionava com bandidos procurados. O corpo dele foi encontrado, por volta das 19h30 de domingo (22), na estrada de acesso a UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), em Chapadão do Sul, a 321 quilômetros de Campo Grande, pode ter sido motivado por um acerto de contas.

Conforme informações da Polícia ao jornal News Chapadense, Ueverton tem passagens nas delegacias de polícia de Chapadão do Sul e Bandeirantes. As passagens são por furto, receptação, tráfico de drogas, disparo com arma de fogo, violência doméstica e dirigir sem CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

Logo após encontrar o corpo ferido com três tiros, policiais do COB (Comando de Operações do Bolsão) e da Polícia Militar fizeram buscas nas imediações da área conhecida como Cracolândia. O corpo foi encontrado estirado sobre a grama, no leito do córrego que passa ao lado da estrada vicinal de acesso ao campus da universidade. A Polícia ainda não divulgou novas informações sobre a investigação.

De acordo com o jornal, o mesmo local em que foi encontrado o corpo de Ueverton já foi cenário de outro crime, em janeiro de 2013. Foi assassinado José Nazareno da Silva Ferreira, conhecido como “varredor”. Cid Nunes, também chamado de Paulista, assumiu o crime. Conforme revelou a Polícia ao jornal, todas as pessoas envolvidas no caso, inclusive a vítima, eram dependentes químicos que habitavam a região conhecida como Cracolândia.

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions