ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, TERÇA  09    CAMPO GRANDE 13º

Interior

Polícia paraguaia destrói mais 37 toneladas de maconha na fronteira

Droga estava em 22 acampamentos montados no meio da mata nos arredores de Pedro Juan

Por Helio de Freitas, de Dourados | 04/07/2022 08:23
Fardos de maconha apreendidos pela Senad na zona rural de Pedro Juan Caballero (Foto: Divulgação)
Fardos de maconha apreendidos pela Senad na zona rural de Pedro Juan Caballero (Foto: Divulgação)

Mais 37 toneladas de maconha foram destruídas por equipes da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) na fronteira do Paraguai com Mato Grosso do Sul. A droga estava em 22 acampamentos mantidos pelos narcotraficantes na zona rural da Colônia Estrela, na zona rural de Pedro Juan Caballero, cidade vizinha de Ponta Porã (MS).

No sábado (2), quase 56 toneladas de maconha tinham sido apreendidas as 13 acampamentos também nos arredores de Pedro Juan Caballero – até agora a maior apreensão do ano.

Ontem, equipes da Direção contra o Narcoterrorismo, da FTC (Força-Tarefa Conjunta) e forças especiais da Senad fizeram nova investida contra os cultivos de maconha. Segundo a agência paraguaia, facções criminosas brasileiras controlam atualmente a produção da droga na linha internacional.

Conforme a Senad, a Colônia Estrela se tornou terreno estratégico para as ações contra os traficantes devido à alta produção de maconha naquela região. O objetivo é manter equipes permanentes para coibir as lavouras da erva. Pelo menos 90% da maconha produzida no Paraguai é enviada para o Brasil.

Nos siga no Google Notícias