A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 17 de Agosto de 2019

20/11/2018 20:43

Polícia paraguaia incinera acampamentos e mais de 36 toneladas de maconha

Cerca de 18 hectares da droga foram picadas e incineradas nas colônias

Adriano Fernandes e Helio de Freitas
Plantação de maconha nas montanhas da Colonia Maitei. (Foto: Tetã Reakuái) Plantação de maconha nas montanhas da Colonia Maitei. (Foto: Tetã Reakuái)

Agentes da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) e do Depatamento Antinarcóticos de Amambay, destruíram acampamentos e mais de 15 hectares de maconha, durante o trabalho de combate ao cultivo do entorpecente em colônias do Paraguai, nesta terça-feira (20).

Nas montanhas da Colonia Maitei, no distrito de Caaguazú, o território destruído correspondeu a cerca de 36 toneladas. Do quantitativo, quase 7 mil quilos dos pés de maconha já estavam picados, prontos para o processamento. Na região, dois pontos de armazenamento foram destruídos.

O mapeamento das áreas foi realizado pela SENAD sob a coordenação do Ministério Público, representado pelo procurador Osvaldo García.

Um dos acampamentos encontrados e destruídos pelos policiais. (Foto: Divulgação) Um dos acampamentos encontrados e destruídos pelos policiais. (Foto: Divulgação)

Já na Colonia Umbu, distrito de Capitan Bado, - cidade paraguaia vizinha de Coronel Sapucaia (MS), a 400 km de Campo Grande -, mais 3 hectares da droga foram cortadas e incineradas pelos policiais do departamento especializado da cidade fronteiriça.

Na região, 500 quilos de maconha já estavam picadas e divididas em 20 sacos. Cinquenta quilos de sementes de maconha e um acampamento também foram queimados na região. As autoridades paraguaias estimam que a droga incinerada representa um prejuízo de pelo menos 1,5 milhão de dólares.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions