A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019

03/09/2018 16:55

Policial no PR, sul-mato-grossense morre dois dias após atentado

Natural de Dourados, Jorge Fernando Brito era da Divisão de Homicídios de Curitiba e foi alvejado a tiros sábado em Matinhos, onde estava com a namorada; dois homens estão presos

Helio de Freitas, de Dourados
Jorge Fernando Brito era agente da DHPP em Curitiba (Foto: Reprodução/Facebook)Jorge Fernando Brito era agente da DHPP em Curitiba (Foto: Reprodução/Facebook)

O sul-mato-grossense Jorge Fernando Brito, agente da DHPP (Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa), do Paraná, morreu na tarde de hoje (3), dois dias após ser atingido por tiros quando estava com a namorada no Balneário Gaivotas, em Matinhos, no litoral paranaense.

Jorge morreu no Hospital Regional do Litoral, em Paranaguá, para onde foi transferido logo após o atentado. A namorada dele também foi ferida a tiros, mas está fora de perigo.

O policial foi aluno da Escola Estadual Tancredo Neves, no Parque das Nações, região leste de Dourados, e cursou educação física na Unigran. Toda a família dele mora na segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul.

De acordo com a polícia do Paraná, o policial foi alvejado por Jean Herivelton da Silva Mantovani, 20, e Jose Carlos Barroso, o “Zezão”. Os dois já estão presos.

Os bandidos teriam agido a mando de traficantes de Matinhos, descontentes com abordagens feitas pelo policial quando na cidade litorânea.

Conforme o site Tribuna Paraná, a confirmação da morte do investigador ocorreu por volta de 13h de hoje, quando a Secretaria Estadual de Saúde recebeu a ligação da diretoria do hospital do litoral. A namorada de Jorge, que teve o fêmur fraturado pelo tiro, foi transferida para um hospital particular.

O crime ocorreu na noite de sábado, quando o policial estava na casa de familiares em Matinhos. Os dois bandidos chegaram ao local e dispararam vários tiros. Jorge Brito recebeu pelo menos três tiros e a namorada dele foi atingida com tiro na perna.

Jean se entregou horas o atentado e Zezão foi preso logo em seguida em operação que envolveu unidades de elite da polícia paranaense.

Um membro da família de Jorge disse ao Campo Grande News que o corpo do policial deve chegar por volta de meio-dia desta terça-feira (4) para ser velado e enterrado em Dourados.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions