ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUARTA  29    CAMPO GRANDE 16º

Interior

Polo indígena do sul de MS é 1º no ranking nacional de multivacinação

A informação foi dada em evento na aldeia Te’ykue, em Caarapó, onde ocorreu o encerramento do MVPI

Por Lucia Morel | 18/05/2022 15:25
Autoridades políticas e indígenas em evento em aldeia em Caarapó. (Foto: Cosems)
Autoridades políticas e indígenas em evento em aldeia em Caarapó. (Foto: Cosems)

Polo regional indígena da região sul de Mato Grosso do Sul obteve o melhor índice de vacinação do Brasil, com 100% de cobertura vacinal contra covid-19 na população a partir dos 5 anos de idade e 90% de alcance na multi vacinação, ou seja, nas vacinas comuns ao calendário do SUS (Sistema Único de Saúde).

A informação foi dada em evento na aldeia Te’ykue, em Caarapó, cidade a 283 Km de Campo Grande. Lá ocorreu, ontem, o encerramento do MVPI (Mês da Vacinação dos Povos Indígenas). O polo contempla, além de Caarapó, os municípios de Laguna Carapã e Juti.

O secretário de Saúde de Caarapó, Vinicio de Faria, afirmou que “com o trabalho conjunto, o polo regional, formado por Caarapó, Laguna Carapã e Juti, atingiu o melhor índice de vacinação das aldeias indígenas do Brasil”. Ele lembrou que são cerca de 8 mil indígenas na área. “Tivemos a cobertura de covid mais de 100% da população acima de 5 anos e na multi vacinação, mais de 90% do público-alvo”, ressaltou.

O secretário de saúde de Laguna Carapã, Danilo José Pagnussat, destacou ainda que “todos os municípios de MS que possuem povos indígenas ajudaram os polos na campanha, seja fornecendo combustível, alimentação, transporte dos imunizantes, RH e até mesmo capacitação para os profissionais”.

O evento contou com a presença do secretário especial de Saúde Indígena do Ministério da Saúde, Reginaldo Ramos Machado; do coordenador do Dsei (Distrito Sanitário Especial Indígena) de MS, Luiz Antônio de Oliveira Júnior; do prefeito de Caarapó, André Nezzi; do Prefeito de Juti, Gilson Cruz; da vice-prefeita de Laguna Carapã, Zenaide Espíndola; e da secretária de Juti, Makieli da Silva Cunha.

Nos siga no Google Notícias