A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Novembro de 2019

10/04/2019 15:19

Por melhorias, trabalhadores dos Correios fecham portas e paralisam atividades

Decisão foi deliberada em assembléia realizada nesta terça-feira

Clayton Neves
Sede dos Correios fechada durante paralisação dos trabalhadores (Foto: Dourados News) Sede dos Correios fechada durante paralisação dos trabalhadores (Foto: Dourados News)

Por melhorias nas condições de trabalho, profissionais dos Correios de Ponta Porã fecharam as portas da unidade e paralisaram as atividades nesta quarta-feira (10). Entre as reivindicações dos trabalhadores, está o aumento do efetivo e atenção na estrutura e equipamentos utilizados.

A decisão foi deliberada em assembleia realizada ontem (9). Nesta quarta-feira, os profissionais se reuniram em frente a sede da empresa e se recusaram a trabalhar como forma de protesto. Faixas com a frase ‘Estamos em Grave’ foram colocadas no prédio. Não há informações de até quando a paralisação segue.

Em nota, o Sintect (Sindicato dos Trabalhadores nos Correios de Mato Grosso do Sul) afirma que, em seis meses, cinco ofícios foram encaminhados à Superintendência Estadual dos Correios, no entanto, apesar de promessas de que a situação seria solucionada, nada foi feito. Nos documentos, foram apresentadas as demandas e propostas dos trabalhadores.

“Foram apresentadas promessas de melhorias e mudanças por parte da gestão, que apesar do tempo transcorrido não foram realizadas, e a situação que deveria melhorar vem a cada dia piorando devido ao descaso diante das demandas”, diz o texto.

O sindicato afirma que o Correios da cidade tem “sofrido um processo de sucateamento deliberado” com falta de investimento em pessoal e equipamentos, além de sobrecarga e falta de efetivo.

Como exemplo da falta de manutenção, o Sintect cita ocorrência do dia 4 de abril, quando uma moto pegou fogo no momento em que um profissional fazia entrega. O veículo ficou totalmente destruído e, para os representantes da categoria, a falta de manutenção seria uma das justificativas para o fato.

Em resposta a Superintendência Estadual dos Correios disse que pela manhã, o gerente de operações d aunidade foi até a Ponta Porã para negociar soluções com os profissionais. Eles se compromteram a aumentar o efetivo e a destinar dois veículos para a unidade. No fim de semana, 10 trabalhadores de Dourados irão até a cidade para um multirão para agilizar o serviço. 

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions