ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MARÇO, SEGUNDA  04    CAMPO GRANDE 24º

Interior

PRE apreende carga que faria 34 milhões de cigarros de maconha

Lúcio Borges | 13/05/2015 18:19
Carga apreendida nesta quarta-feira em Ponta Porã
Carga apreendida nesta quarta-feira em Ponta Porã

A PRE (Polícia Rodoviária Estadual) fez nova grande apreensão de drogas na MS-164, em Ponta Porã, nesta quarta-feira (13). Desta vez foram 10 toneladas de maconha pegas em um caminhão bitrem que estava também carregado com soja. O condutor que não teve nome divulgado pela polícia levaria os produtos até o estado de São Paulo. Com esta apreensão já passa de 75 toneladas a quantidade de drogas apreendidas em Mato Grosso do Sul este ano.

O motorista foi flagrado em ação que estava sendo realizada pela PRE na rodovia, onde foi obrigado a parar em um dos bloqueios da via. Conforme a polícia, o condutor, que foi preso em flagrante, confessou que receberia R$ 50 mil para entregar o entorpecente na capital paulista.

De acordo com o comandante da PRE, tenente-coronel Waldir Acosta, a carga está avaliada em mais de R$ 16 milhões e, com o total de droga apreendido é possível fazer mais de 34 milhões de cigarros de maconha. “Graças a dedicação e atuação dos nossos policiais conseguimos evitar a chegada dessa droga aos grandes centros e que ela causasse danos irreparáveis à sociedade”, comemora.

Conforme assessoria da PRE, os policiais da Base Operacional de Ponta Porã encontraram o carregamento de maconha camuflado sob uma carga de soja. O condutor da carreta, com placas de Ponta Grossa (PR), era um sul-mato-grossense de 31 anos, natural de Paranhos, disse que a droga foi pega em Antônio João.

Recordes - Com esta apreensão, somente nos quatro primeiros meses deste ano, já passa de 75 toneladas a quantidade de drogas apreendidas no Estado. Ao longo de 2104 foram apreendidas em todo o Estado mais de 230 toneladas de drogas, a maior quantidade já tirada de circulação no país.

Nos siga no Google Notícias