A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

02/03/2016 12:40

Prefeitura de Itaporã assume serviço para escoar água e índios liberam rodovia

Engenheiro da Agesul acompanhou acordo com moradores da reserva, que esperam para ainda hoje a chegada de máquinas

Helio de Freitas, de Dourados
Momento em que índios liberavam rodovia, bloqueada por duas horas e meia (Foto: Eliel Oliveira)Momento em que índios liberavam rodovia, bloqueada por duas horas e meia (Foto: Eliel Oliveira)
Máquina chegou a ser levada para local de protesto, mas não foi usada (Foto: Eliel Oliveira)Máquina chegou a ser levada para local de protesto, mas não foi usada (Foto: Eliel Oliveira)

Acabou por volta de 11h30 o bloqueio da MS-156, rodovia que liga Dourados a Itaporã e a Maracaju. Índios da aldeia Jaguapiru mantiveram a rodovia interditada por pelo menos duas horas e meia para protestar contra o alagamento das margens da estrada. Pelo menos dez casas e estabelecimentos comerciais dos moradores da reserva estão alagadas desde a semana passada.

Leomar Mariano, um dos líderes da Jaguapiru, disse ao Campo Grande News que a comunidade concordou em liberar a pista após um acordo com um engenheiro da Agesul e com um representante da prefeitura de Itaporã, que se comprometeu em fazer um serviço emergencial no local para escoamento da água.

Os índios afirmam que o alagamento em frente à rotatória de acesso à aldeia só começou após a duplicação da rodovia, feita pelo governo do Estado. Segundo eles, faltou um sistema de escoamento, para impedir acúmulo da água da chuva.

“Como o engenheiro da Agesul disse que as equipes deles estão longe e iam demorar a chegar aqui, o secretário de Itaporã assumiu o compromisso de mandar uma máquina e colocar tubos para escoamento da água”, afirmou Mariano.

Os índios chegaram a levar uma máquina para o local do protesto e ameaçavam quebrar o asfalto para o escoamento da água, mas desistiram após o acordo. “Esperamos que o serviço seja feito ainda hoje porque a chuva vai continuar e se chover de novo mais casas serão alagadas”, afirmou ele.

Durante o bloqueio, dezenas de caminhões, carros de passeio e ônibus ficaram impedidos de passar pela área indígena. Moradores de Itaporã que seguiam de ônibus para Dourados desceram do veículo e continuaram a viagem a pé. Neste momento o tráfego flui normalmente no local, mas parte da rodovia continua embaixo de água.

Bloqueio de rodovia provocou congestionamento de caminhões e carros na MS-156 (Foto: Eliel Oliveira)Bloqueio de rodovia provocou congestionamento de caminhões e carros na MS-156 (Foto: Eliel Oliveira)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions