ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, QUARTA  17    CAMPO GRANDE 27º

Interior

Presa por matar marido, mulher já tinha sido condenada por esfaquear o ex

Elizabete Isnarde alega ter praticado crime para se defender; ela foi autuada em flagrante por homicídio

Por Helio de Freitas, de Dourados | 24/06/2024 09:52
Mulher que matou marido com golpe de faca é conduzida à carceragem de delegacia (Foto: Leandro Holsbach)
Mulher que matou marido com golpe de faca é conduzida à carceragem de delegacia (Foto: Leandro Holsbach)

Presa em flagrante após matar o marido com facada no pescoço na noite deste domingo (23) em Dourados, a 251 km de Campo Grande, Elizabete Isnarde, 47, há havia tentado assassinar outro companheiro em 2013. Esfaqueado na barriga, o homem sobreviveu e a mulher cumpriu pena pelo crime.

Ontem, Elizabete matou o atual companheiro Antônio Alves de Oliveira Filho, 41, desferindo um golpe com faca de serra no pescoço da vítima. O homem morreu em frente à casa, localizada na Rua José Anastácio de Oliveira, 635, na Vila Cachoeirinha, região sul da cidade. O casal estava junto há quatro meses.

Elizabeth permaneceu no local dos fatos e ao ser presa informou que havia sido agredida por Antônio no sábado (21), por isso decidiu ir para a casa da amiga, no Bairro Campina Verde, onde passou a noite.

No domingo à tarde, ela e a amiga foram em carro de aplicativo até a casa na Vila Cachoeirinha, segundo a autora para buscar roupas, já que iria passar a noite na outra casa, temendo ser novamente agredida.

A mulher disse que ao vê-la, Antônio veio em sua direção, a agrediu com soco e a agarrou pelo pescoço, momento em que Elizabeth desferiu o golpe. Apesar de aparentemente ter agido em legítima defesa, a Polícia Civil cita que Elizabete foi até o interior da casa para pegar a faca e só depois golpeou o marido.

Em depoimento na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), vizinho contou que o casal brigava constantemente e que na maioria das vezes era a mulher que começava a confusão, sempre depois de consumir bebida alcoólica com amigas. Ele contou que Elizabete já havia cortado os dedos de Antônio e que chegou a alertar o vizinho para que tomasse cuidado com a mulher.

Também em depoimento, a amiga de Elizabete afirmou que ela contava que sempre era agredida por Antônio. No sábado, depois de não conseguir contato com a amiga, foi até a casa e a encontrou sendo agredida pelo companheiro.

Segundo ela, bastante alterado, Antônio desferiu socos na cabeça da companheira e Elizabete chegou a cair desmaiada após ser atingida na cabeça. As agressões teriam ocorrido na frente da neta de Elizabete, de 5 anos de idade. Fora de controle, o homem também teria agredido o filho de Elizabete e um vizinho.

A mulher contou que “tomou coragem”, enfrentou Antônio e conseguiu levar a amiga e a neta para sua casa, onde a mulher pernoitou e permaneceu até ontem à tarde, quando voltou para a residência na Vila Cachoeirinha para buscar roupas e terminou por matar o companheiro. Elizabete segue presa e deve passar por audiência de custódia ainda nesta segunda-feira.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias