ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, DOMINGO  16    CAMPO GRANDE 28º

Interior

Presa quadrilha paulista que aplicou golpes e deixou prejuízo de R$ 30 mil em MS

Grupo fazia compras e se hospedava com cartões de terceiros, depois os pagamentos eram cancelados

Por Mirian Machado | 15/10/2021 14:35
Dia 6 de outubro, uma das suspeitas, postou nas redes sociais "Bonito é perfeito". (Redes Sociais)
Dia 6 de outubro, uma das suspeitas, postou nas redes sociais "Bonito é perfeito". (Redes Sociais)


Segundo a Polícia Civil, a quadrilha composta por quatro pessoas, dois homens e duas mulheres, usava dados e cartões de crédito de terceiros, obtidos grupos em rede social que oferecem cartões de crédito e clonagem de cartão, para aplicar golpes em hotéis, agências de turismo e lojas em Bonito, a 257 km de Campo Grande. O prejuízo ultrapassa R$ 30 mil reais. Ambos foram presos por investigadores do Setor de Investigações Gerais (SIG), da delegacia de Bonito.

Julio Cesar Fernandes, de 26 anos, Paulo Cesar Fernandes da Silva, de 24 anos, Pamela Bernardo de Almeira Pironato, 21 e Karen Caroline Freire de Miranda, de 23 anos foram presos em flagrante na quarta-feira (13), após as vítimas registrarem boletim de ocorrência, depois que as compras realizadas pelo grupo vinham sendo canceladas pelo banco dos cartões. O grupo se passava pelos donos dos cartões e, em outros casos, por familiares.

O primeiro a registrar a ocorrência, foi o proprietário de um hotel. Segundo ele, as quatro pessoas se hospedaram no local e após a saída, foi constatado que o pagamento feito por Paulo Cesar foi cancelado.

No momento em que o registro era feito, outra vítima acionou a polícia. Dessa vez, a gerente de uma agência de viagens, relatando que Paulo Cesar fez várias reservas em hotéis e passeios via internet e efetuou os pagamentos, porém os mesmos foram cancelados, deixando um prejuízo de mais de R$ 20 mil.

A proprietária de uma loja de roupas também disse a polícia que foi vítima da quadrilha. O grupo esteve duas vezes na loja e levaram diversas roupas, artesanatos, biquínis, bonés, que totalizou R$ 10,3 mil. Após o cancelamento do pagamento, foi informada pela operadora que poderia ser fraude.

Após diligências, a polícia então chegou até uma pousada 5 estrelas, onde estavam hospedados Julio e Karen. De início, Julio negou conhecer Paulo, depois, disse que todas as contas, hospedagens e roupas foram pagas por Paulo, que seria seu primo.

Karen chegou a postar foto nas redes sociais no dia 6 de outubro, onde dizia "Bonito é perfeito".

Paulo Cesar e Pamela foram localizados em uma casa no Bairro BNH. Em entrevista na delegacia, o rapaz contou que ele e o primo viajaram de São Paulo para Campo Grande no carro de Julio, um Fiat Linea e depois, decidiram passar o feriado em Bonito.

Contou ainda que participa de diversos grupos de redes sociais que oferecem cartões de crédito e clonagem de cartão, desse jeito, fez os pagamentos das hospedagens, passeios e compras. Disse que todos do grupo sabiam da fraude, porém Paulo era responsável por realizar as compras e efetuar os pagamentos falsos.

Policiais conseguiram recuperar alguns objetos e roupas comprados pelo grupo, além disso apreendeu cartões de crédito em outros nomes, celulares, notebooks e mais de R$ 2 mil em espécie.

A polícia agora investiga e tenta identificar os fornecedores dos dados, que possivelmente residem em São Paulo.

Alguns objetos de artesanato "comprados" pela quadrilha foram recuperados. (Foto: Divulgação/PC)
Alguns objetos de artesanato "comprados" pela quadrilha foram recuperados. (Foto: Divulgação/PC)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário