ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUINTA  04    CAMPO GRANDE 19º

Interior

Presos cortam grade com lâmina de barbear e usam barra para fugir por buraco

Francisco Araújo de Oliveira Júnior, de 37 anos, assumiu a autoria do crime e afirmou que tentaria fugir junto com outro preso

Por Geisy Garnes | 06/04/2020 18:15

Dois presos da Delegacia de Polícia Civil de Iguatemi foram flagrados enquanto abriam um buraco em uma das celas da unidade. Para isso eles usaram uma das grades de ferro que, segundo os próprios internos, foi cortada com lâminas tiradas de aparelhos de barbear.

Conforme o boletim de ocorrência, um dos investigadores da unidade desconfiou da situação depois que um dos presos pediu para mudar de cela, no sábado - 4 de abril.

Ele percebeu que a cela apontada pelo preso fazia “fundo” com o pátio e a rua da delegacia e por isso resolveu verificar. Foi até o lado de fora da unidade e logo escutou barulho de escavação na parece.  O investigador pediu apoio da Polícia Militar e de outro policial civil. Juntos, retiraram os internos e lavaram todos para o solário.

Assim que entraram na cela avistaram o buraco na parede, que já tinha 30x20 centímetros e 10 de profundidade. Encontraram também o pedaço de uma das barras de ferro da grade, que era usada justamente para abrir a cratera.

Um dos internos, identificado como Francisco Araújo de Oliveira Júnior, de 37 anos, assumiu a autoria do crime e afirmou que tentaria fugir junto com outro preso, Jean Carlos Barbosa. Para disfarçar o barulho enquanto tentavam abrir a saída da cela, os suspeitos deixavam um rádio ligado no último volume.

Os outros internos da cela afirmaram que era ameaçados por Francisco e Jean para não contar nada. Detalharam ainda que a barra da grade foi cortada com lâminas tiradas dos aparelhos de barbear que recebiam.

Francisco está preso por homicídio. Em janeiro de 2017 ele e o comparsa, Rogério da Rosa, mataram Luciano Fausto de Andrade, em um posto de combustível de Iguatemi. Segundo as investigações, a vítima e os assassinos eram sócios em esquema de tráfico de drogas e se desentenderam depois da perda de uma carga de entorpecentes.

Já Jean é dono de uma longa ficha criminal e responde a processos por furto, roubo, lesão corporal e porte de arma na justiça do município. O crime deste fim de semana foi registrado como evasão mediante violência contra pessoas.