ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SEGUNDA  01    CAMPO GRANDE 23º

Interior

Presos fazem motim e reféns em cela onde detento foi decapitado

Por Priscilla Peres e Helio de Freitas | 24/02/2017 09:37
Movimentação em muralha de presídio em Dourados, nesta manhã (Foto: Osvaldo Duarte)
Movimentação em muralha de presídio em Dourados, nesta manhã (Foto: Osvaldo Duarte)
Equipes da polícia estão no local. (Foto: Osvaldo Duarte)
Equipes da polícia estão no local. (Foto: Osvaldo Duarte)

Presos da PED (Penitenciária Estadual de Dourados) fazem um motim com reféns neste momento, na mesma cela onde um preso foi encontrado decapitado na manhã desta sexta-feira (24). Eles pedem a transferência para outro presídio.

De acordo com o comandante da Polícia Militar em Dourados, tenente-coronel Carlos Silva, sete presos estão envolvidos no motim e outros dois foram feitos reféns. Apesar do caso, ele afirma que a situação é tranquila no restante da penitenciária.

Agentes penitenciários negociam o fim do motim para que a perícia da Polícia Civil possa entrar na cela. Representantes da comissão de direitos humanos da OAB estão no local acompanhando as negociações.

Nesta manhã, o preso José Alécio dos Santos, 35 anos, foi encontrado decapitado dentro da cela. De acordo com a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), ele cumpria pena por homicídio e roubo há oito anos.

O corpo foi encontrado pelos agentes penitenciários por volta das 6h, durante o confere da manhã, na abertura do pavilhão. Ainda conforme a Agepen, o interno Rogério Lourenço dos Santos assumiu a autoria do homicídio.

O local foi isolado e a perícia técnica foi chamada para os levantamentos necessários e coleta de provas. O caso será investigado pela Polícia Civil.