A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 26 de Março de 2017

25/06/2015 17:48

PRF inaugura delegacia na fronteira, mas exclui posto por falta de efetivo

Priscilla Peres
Delegacia está localizada na fronteira com a Bolívia. (Foto: Anderson Gallo/Diário Corumbaense)Delegacia está localizada na fronteira com a Bolívia. (Foto: Anderson Gallo/Diário Corumbaense)

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) inaugurou hoje (25) a delegacia de Corumbá - distante 419 km da Capital. O prédio recebeu R$ 1.200 milhão de recursos federais e irá atender a população, além de servir como sede administrativa. No local, só não foi construído o posto de fiscalização por falta de efetivo.

A delegacia está localizada no km 788, da BR-262, na fronteira com a Bolívia e teve início dentro de um planejamento de fixação da PRF e de relocação das unidades da instituição de forma estratégica. O único órgão de segurança nacional que ainda não existia em Corumbá era a PRF, segundo o site Diário Corumbaense, que cobriu o evento.

O Superintendente Regional da PRF, Ciro Ferreira, conta que o posto de fiscalização fazia parte do projeto, mas deixou de ser construído por falta de efetivo para trabalhar no local. “As normas indicam que não podemos construir nenhuma unidade de fiscalização sem ter um efetivo, mas como já havia recursos para construção da delegacia, ela foi erguida". Para ele, essa delegacia é “uma medida estratégica”.

Ele destaca que a superintendência estadual é uma das que está em pior situação de efetivo. "Recebemos nove policiais e aposentaram-se 58, fora os que foram removidos diante das normativas de remoção que nós temos internamente”, disse. Mas destaca que em 2014, MS foi responsável, por 44% de toda apreensão de maconha feita pela PRF no país e 33% de toda cocaína apreendida.

“A resistência para trazer a Delegacia para cá foi grande, pressões de vários setores, mas hoje é um sonho realizado”, completou o superintendente ao Diário Corumbaense. A vice-prefeita de Corumbá, Márcia Rolon, ressaltou a importância do posto da PRF para a região, principalmente no que se trata do combate ao tráfico de drogas.

Ricardo Costa, chefe da Delegacia da Polícia Rodoviária Federal de Corumbá, explicou que mesmo sem o posto fiscal construído, a unidade poderá fazer fiscalizações. “Há a operação Sentinela em todo o país, vamos trazer equipes, tanto de outras delegacias do Estado como de outros estados para vim trabalhar na região, então, vamos, dentro do possível, manter o máximo de fiscalização no local, só que nós temos no Estado o retrato da falta de efetivo”, destacou. Segundo ele, o Mato Grosso do Sul é o Estado com menor efetivo do País.

O prédio foi construído em uma área de 20 hectares, recebida do Exército Brasileiro, através de uma articulação da Prefeitura de Corumbá e essa Força Armada. São 2.100m² de área construída, auditório para 40 pessoas, alojamento, ponto de fiscalização em frente à Delegacia e duas salas de apoio às operações.

 

Homem de 74 anos é morto a tiro em frente de casa por causa de fofoca
Jucelino Antônio Pereira, 74 anos, foi morto com um tiro no ombro, no distrito do Alto Santana, em Paranaíba, distante 422 quilômetros de Campo Grand...
Por rixa antiga, adolescentes matam jovem de 18 anos a facadas
Uma briga acabou em morte na noite de ontem em uma lanchonete de Juti, município a 320 quilômetros de Campo Grande. Willian Santiago Perrengue, de 18...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions