A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Novembro de 2017

02/07/2012 22:57

Procuradora vistoria alojamento incendiado em Três Lagoas

Nyelder Rodrigues
Ao todo, 370 trabalhadores ficaram sem alojamento após incêndio (Fotos: Ricardo Ojeda/Perfil News)Ao todo, 370 trabalhadores ficaram sem alojamento após incêndio (Fotos: Ricardo Ojeda/Perfil News)

Após o incêndio que destruiu os alojamentos dos trabalhadores da Usiminas, em Três Lagoas, na noite de domingo (1), a procuradora do Trabalho, Larissa Serraz Cremonini, de Campo Grande, foi até ao local para verificar a situação de perto.

Terceirizados para trabalho na Sitrel (Siderúrgica Três Lagoas), os homens estão em greve desde quinta-feira (28). Eles reivindicam reajuste salarial de 15%, aumento no vale-alimentação de R$ 70 para R$ 250 e folga de campo, hoje a cada 120, passando para cada 60 dias.

Conforme a assessoria do MPT (Ministério Público do Trabalho), alguma atitude será tomada pela procurada apenas depois da conclusão das verificações. Ao todo, são 370 trabalhadores, sendo que 80 foram levadas para um retiro em Três lagoas, enquanto outros 290 ainda seguem sem alojamentos, que estão sendo providenciados pelos gerentes da Usiminas.

De acordo com reportagem do site Perfil News, que ouviu alguns trabalhadores, o incêndio foi proposital, por causa do não atendimento das reivindicações deles. A polícia apura o caso para confirmar se realmente foi criminoso.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions