A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 29 de Junho de 2017

09/03/2015 12:39

Professor suspeito de abuso era querido e alunos terão apoio psicológico

Aline dos Santos

A direção da escola municipal de Itaporã, onde trabalha o professor preso após denúncia de abuso contra crianças, informou que o profissional era querido pelos alunos, que, a partir de agora terão nova professora e auxílio psicológico. “Estamos no aguardo para saber o que acontece, era professor querido pelos alunos, temos que dar um respaldo para eles”, afirma o diretor, que não terá o nome divulgado para preservar a escola.

O profissional atua no colégio há dois anos, com aulas de diversas disciplinas. “Fomos pegos de surpresa. Nunca uma criança ou alguém de família me procurou. Se a gente soubesse, investigaria também”, diz. O professor foi afastado da escola, que tem 480 alunos.

Conforme o delegado Ricardo Meirelles Bernardinelli, duas crianças denunciaram a situação, enquanto uma terceira relatou que foi assediada. O professor chamava as meninas na sala de aula, durante o recreio, e cometia os abusos, mas sem consumar ato sexual. Nessas ocasiões, fechava a porta. Desde 2009, a lei enquadra o abuso como estupro de vulnerável, com pena de 8 a 15 anos de prisão.

Com uma das alunas, o professor ameaçou reduzir a nota em caso de denúncia. No início de 2014, o profissional foi denunciado por importunação ofensiva ao pudor. Na ocasião, uma menina contou que ele a assediou. O professor, que é casado, nega as denúncias. Agora, é aguardada decisão da Justiça sobre o pedido de prisão preventiva, que já tem parecer favorável do MPE (Ministério Público Estadual). O nome do suspeito não será divulgado.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions