A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

05/12/2017 16:45

Recapeamento bancado pelo estado começa para valer em vias centrais

Helio de Freitas, de Dourados
Marcelo Migliori acompanha início do recapeamento da Avenida Marcelino Pires, na tarde de hoje (Foto: Helio de Freitas)Marcelo Migliori acompanha início do recapeamento da Avenida Marcelino Pires, na tarde de hoje (Foto: Helio de Freitas)

Quase duas semanas após o lançamento oficial e as máquinas sumirem das ruas no mesmo dia, começou para valer na tarde de hoje (5) o recapeamento das três avenidas centrais de Dourados, a 233 km de Campo Grande. O secretário estadual de Infraestrutura, Marcelo Migliori, está na cidade para acompanhar o início do serviço.

O governo do Estado está investindo R$ 22 milhões em recursos do Fundersul para reconstruir o asfalto da Marcelino Pires, Joaquim Teixeira Alves e Weimar Gonçalves Torres.

Diferente do dia 29 de novembro, quando as máquinas foram colocadas na área central para a agenda do governador Reinaldo Azambuja, o serviço está sendo feito a partir do início das avenidas, no Jardim Clímax, região oeste da cidade.

Ao percorrer o trecho em obras na Marcelino Pires, ao lado do Parque Antenor Martins, Migliori disse ao Campo Grande News que o recapeamento feito pelas três empreiteiras contratadas através de licitação vai parar no dia 20 deste mês e será retomado no dia 5 de janeiro.

“Como é um período de muito movimento no comércio, decidimos fazer uma reprogramação e parar o serviço antes do Natal e depois do Ano Novo, para não causar transtorno no trânsito. Também estamos estudando uma forma de encurtar o cronograma, que prevê conclusão do serviço em 500 dias”, afirmou.

A empresa Concrenavi Concreto Usinado, de Naviraí, venceu a licitação para recapear 7,4 km de extensão da Marcelino, do Parque Antenor Martins, na região oeste, até o Monumento ao Colono, na saída para Campo Grande.

Na Weimar Torres serão gastos R$ 7,3 milhões. A NK Construtora Ltda. foi a vencedora. A empresa Planacon Construtora Ltda. venceu a licitação e terá R$ 3,3 milhões para recuperar 7,8 km de extensão da Joaquim Teixeira Alves.

Recapeamento começou pelo início da Marcelino Pires (Foto: : Helio de Freitas)Recapeamento começou pelo início da Marcelino Pires (Foto: : Helio de Freitas)

Hayel – Ainda falta a retomada do recapeamento da Avenida Hayel Bon Faker, que corta a cidade de norte a sul. O projeto de revitalização modificado pela prefeitura, prevendo a redução do canteiro central no trecho da Rua Cuiabá até o Trevo da Bandeira, além de serviço de drenagem e nova iluminação, foi entregue a Reinaldo pela prefeita Délia Razuk (PR) e ainda precisa ser aprovado pelo governo do Estado.

O recapeamento dessa avenida começou no ano passado. O trecho do Jardim Mônaco (norte) até a Marcelino Pires foi recuperado, mas a obra parou, a pedido da prefeita, para mudanças no projeto, uma das quais a redução dos canteiros centrais.

Migliori disse hoje que o projeto da prefeitura, já autorizado pelo governador, inclui mudanças profundas na ideia inicial e deve aumentar em R$ 9 milhões o gasto para recuperar a Hayel Bon Faker. “Só em drenagem e iluminação são pelo menos mais R$ 4 milhões. O governador já autorizou, mas agora precisa elaborar o projeto executivo”, explicou.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions