A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 18 de Setembro de 2019

24/11/2017 09:02

Avenidas centrais são interditadas para início do recapeamento

Helio de Freitas, de Dourados
Avenida Marcelino Pires interditada nesta manhã para o início do recapeamento (Foto: Helio de Freitas)Avenida Marcelino Pires interditada nesta manhã para o início do recapeamento (Foto: Helio de Freitas)

Começa hoje o recapeamento das três principais avenidas centrais de Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande. Trechos da Marcelino Pires, da Joaquim Teixeira Alves e da Weimar Gonçalves Torres estão interditados para o início das obras, que será feito oficialmente pelo governador Reinaldo Azambuja às 10h30.

O governo do Estado vai investir R$ 22 milhões em recursos do Fundersul para reconstruir o asfalto dessas três avenidas. A maior parte – R$ 11,3 milhões – será destinada para a Marcelino Pires.

A empresa Concrenavi Concreto Usinado, de Naviraí, venceu a licitação para recapear 7,4 km de extensão, do Parque Antenor Martins, na região oeste, até o Monumento ao Colono, na saída para Campo Grande.

Na Weimar Torres serão gastos R$ 7,3 milhões. A NK Construtora Ltda. foi a vencedora. O resultado da licitação foi publicado ontem. A empresa Planacon Construtora Ltda. venceu a licitação e terá R$ 3,3 milhões para recuperar 7,8 km de extensão da Joaquim Teixeira Alves.

Ainda vai faltar a retomada do recapeamento da Avenida Hayel Bon Faker, que corta a cidade de norte a sul. O projeto de revitalização modificado pela prefeitura, prevendo a redução do canteiro central no trecho da Rua Cuiabá até o Trevo da Bandeira, ainda precisa ser aprovado pelo governo do Estado.

O Estado destinou R$ 13 milhões para a reconstrução da Hayel Bon Faker. O recapeamento começou no ano passado. O trecho do Jardim Mônaco (norte) até a Marcelino Pires foi recuperado, mas a obra parou, a pedido da atual prefeita, Délia Razuk (PR), para mudanças no projeto.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions