A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Outubro de 2019

22/01/2018 14:06

Se tempo colaborar, trecho da MS-338 deve ser liberado dentro de dez dias

Serviços de recuperação onde houve desmoronamento de pista foram retomados nesta segunda-feira (22).

Anahi Gurgel
Desvio com cerca de 1 km foi construído para motoristas transitarem pelo trecho durante obras na MS-338. (Foto: Divulgação/Agesul)Desvio com cerca de 1 km foi construído para motoristas transitarem pelo trecho durante obras na MS-338. (Foto: Divulgação/Agesul)

Se o tempo colaborar, os serviços de recuperação na MS-338 devem ser concluídos dentro de dez dias. A previsão "otimista" da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) foi divulgada nesta segunda-feira (22), com o início da construção da base para reposição de bueiros. O trecho, localizado a 21 quilômetros de Santa Rita do Pardo, está interditado desde o dia 2 de janeiro, quando houve desmoronou devido às fortes chuvas.

Os trabalhos estão sendo executados pela empreiteira que já vinha realizando obras de drenagem e recapeamento na via.

"Com o clima colaborando, o trecho deverá ser reconstruído até o dia 31, o que permitirá que o trânsito seja normalizado", divulgou a Agesul, por meio da Diretoria de Empreendimentos Viários.

Atualmente os motoristas precisam acessar uma rota alternativa, uma espécie de rampa provisória construída pela empreiteira, com cerca de 1 quilômetro de extensão, para transitar pelo trecho.

Por enquanto, pelo desvio passa um veículo de cada vez.

A rodovia estava interditada parcialmente desde o dia 2 de janeiro e ficou completamente bloqueada no dia 10, após o rompimento das galerias pluviais que ainda seguravam parte da pista.

A MS-338 passa por serviço de restauração com recapeamento e sistema de drenagem em 60,2 km de extensão. Os investimentos, com recursos próprios do governo, somam R$ 43,6 milhões.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions