A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Outubro de 2019

18/01/2018 16:05

Com desvio provisório, rodovia terá obras de recuperação a partir de 2ª

Continuação dos trabalhos depende das condições climáticas previstas para Santa Rita do Rio Pardo

Anahi Gurgel
À esquerda, rampa por onde veículos, cada um por vez, podem passar pela MS-338. (Foto: Divulgação/Agesul)À esquerda, rampa por onde veículos, cada um por vez, podem passar pela MS-338. (Foto: Divulgação/Agesul)

Após anunciar a liberação parcial do tráfego da rodovia MS-338, por meio de um desvio, nesta quinta-feira (18), a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) informou que os trabalhos de recuperação da pista, com rompimento da galeria provocado pela chuva, devem ter início na próxima segunda-feira (22). 

O desmoronamento da pista ocorreu no dia 10 de janeiro, em um trecho distante 21 quilômetros de Santa Rita do Pardo.

Segundo o secretário-adjunto de Infraestrutura Helianey Paulo da Silva, ainda não há prazo para conclusão das obras na vida, que passava por recapeamento quando parte da pista desmoronou, devido às fortes chuvas. “A recuperação da pista já foi projetada, mas dependerá das condições climáticas”, reforçou após vistoria do trecho, nesta quarta-feira (17). 

“O desvio vai minimizar os transtornos causados aos motoristas”, destacou. Com esse desvio – uma espécie de rampa com cerca de 1 km de extensão- o fluxo foi liberado apenas para um veículo por vez.

Com a instabilidade climática, a região já vinha sendo monitorada pela empreiteira que realizava a restauração da rodovia, a Pavi Service, a mesma que executou o serviço de implantação do desvio.

Antes da rampa provisória, os motoristas tinham de percorrer cerca de 40 quilômetros para desviar do trecho interditado. 

Estragos - O trecho da MS-338 estava parcialmente interditado desde 2 de janeiro, quando houve desmoronamento das galerias pluviais que ainda seguravam parte da pista, ficando totalmente bloqueada desde 10 de janeiro. 

A rodovia passa por serviços de recapeamento em 60,2 km de extensão, contemplando sistema de drenagem reforçado. Os investimentos com recursos próprios, somam R$ 43,6 milhões.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions