ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 

Interior

Secretário de MS zomba de pandemia usando calcinha como máscara

Vídeo foi considerado machista e desrespeitoso; secretário diz que foi brincadeira e está "pouco se lixando"

Por Silvia Frias | 25/03/2021 11:47
Secretário de Obras de Coxim, Wilson Santos, diz que foi brincadeira com a esposa, mas não está preocupado com repercussão (Foto/Reprodução)
Secretário de Obras de Coxim, Wilson Santos, diz que foi brincadeira com a esposa, mas não está preocupado com repercussão (Foto/Reprodução)

Vídeo do secretário de Infraestrutura, Obras e Serviços Públicos de Coxim, Wilson José dos Santos, 73 anos, causou polêmica na cidade, distante 255 quilômetros de Campo Grande. Ele aparece com calcinha no rosto, dizendo que é “novo sistema para evitar covid” e que se curou de vez com a máscara.

Em entrevista ao Campo Grande News, Santos diz que fez uma brincadeira com a esposa, dentro de casa e que “cada um interpreta do jeito que quiser” e que está “pouco se lixando”.

As imagens foram feitas pela esposa de Santos na semana passada, na casa deles, quando o secretário se recuperava da covid-19. Ele vai até a sala e diz para a esposa que está usando proteção contra a doença.

“Boa tarde, meu povo de Coxim! Esse é o novo sistema para evitar o covid. essa máscara aqui, quem tem coragem de usar, tem que usar 24h, tá, fica aí, ó, meu recado para nosso povo, para o Brasil, para o mundo todo. Moro aqui em Coxim, estou com problema do covid, mas graças a Deus, estou bem bom agora, comecei a usar essa máscara para dois dias para cá, mas, de vez, acabou tudo, tudo. (...) ó o recado aí para o povo do Brasil, tchau, Brasil”.

Enquanto filma, a mulher ri e fala que ele quer “furar o isolamento”, mostrando que ele está com a chave do carro na mão.


O vídeo circulou entre primos e irmãos de Santos, mas logo saiu do âmbito familiar. Uma das pessoas que postou as imagens no Facebook foi a presidente do Coletivo Maria´s Coxinenses, Gleiycielli Nonato, que criticou o secretário, dizendo que o conteúdo foi sexista e machista, além de zombar da seriedade das medidas restritivas contra covid-19.

Gleycielli apagou o post depois, a pedido de familiar de Santos, justificando que a repercussão estava causando mal à saúde da filha dele, que está em tratamento contra covid.

“Apaguei, por consideração, mas não retiro o que disse, não poderia deixar de dar minha opinião, mostrar indignação, foi derespeito, além de tirar sarro das várias mortes que aconteceram em Coxim”, disse Gleycielli.

Em entrevista ao Campo Grande News, o secretário disse que não se abalou com as críticias. “Eu fiz uma brincadeira com minha esposa, dentro de casa, jamais ia sair para fora isso”, disse. Santos conta que o vídeo foi feito no último dia de resguardo depois de ter se infectado pela covid e que estava “se liberando daquela situação”. A esposa mandou para primos e ele para os irmãos e acabou circulando na cidade.

“Eu sou consciente de tudo, mas eu sou essa pessoa, sou assim, se não tivesse feito, ia fazer”, afirmou o secretário, acrescentando que não quis fazer mal a ninguém, mas também está “pouco se lixando” para o que pensam. “Se tem 10 contra mim, tem outros 25 a favor”. Também disse que cada um tem direito de interpretar como quiser.

O secretário contou que, além dele, esposa, filhos e netos também foram infectados pela covid e, por isso, reconhece a seriedade do assunto. “Eu vou lá criticar uma situação dessa?”.

A reportagem não conseguiu contato com o prefeito de Coxim, Edilson Magro para falar sobre repercussão do vídeo.

Segundo último boletim da SES (Secretaria Estadual de Saúde), Coxim registra 1.904 casos da doença e 41 mortes.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário