A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

13/01/2016 13:58

Segunda maior cidade de MS recebeu mais de 100 mil turistas em 2015

Priscilla Peres
Quantidade de passageiros em 2015 caiu 5% em relação a 2014. (Foto: Arquivo/Prefeitura)Quantidade de passageiros em 2015 caiu 5% em relação a 2014. (Foto: Arquivo/Prefeitura)

Mais de 100 mil pessoas passaram pelo aeroporto Francisco de Matos Pereira, em Dourados - distante 233 km de Campo Grande, no ano passado. Durante 2015 foram 51.254 embarques e 49.539 desembarques, sendo outubro o mês de maior movimento.

Apesar do número alto de passageiros o volume é 5,6% menor do que os 106.469 passageiros de 2014, devido principalmente ao remanejamento de voos das principais companhias que operam no aeroporto, como a Passaredo.
Enquanto outubro foi o mês de maior procura, janeiro foi o pior. Isto por que a Azul, remaneja aeronaves para atender a demanda turística de verão. Neste mês de janeiro, por exemplo, a cidade está contanto com apenas um voo diário da Azul para São Paulo.

Em Dourados a Azul opera voos para São Paulo (Campinas), com conexão para outros 100 destinos no Brasil e no exterior. A Passaredo opera voos para São Paulo (Guarulhos), com conexão para oito destinos e ainda code-share com a TAM para outras dezenas de cidades. Além disso, opera no aeroporto a aviação geral, que são aeronaves de executivos, e as escolas de aviação.

Na segunda principal cidade do estado, é grande a procura por voos para as principais cidades do país e devido a isso, a prefeitura tenta viabilizar recursos para ampliar o aeroporto, permitindo operação de companhias como TAM, Gol e Oceanair. Esse trabalho para conseguir os recursos federais acontece desde 2011.

Atualmente, operam em Dourados aeronaves com capacidade máxima de 70 passageiros. A demanda das agências de turismo, por exemplo, é atendida na maioria pelo aeroporto de Campo Grande.

Tramita no governo federal um projeto desde 2012, incluindo no Programa de Aviação Regional, para ampliar a capacidade de operação para aeronaves de até 168 passageiros. A nova estrutura comportaria aviões das demais companhias.

A Prefeitura e o Governo do Estado trabalham neste início deste ano para atender detalhes requeridos pela empresa que faz as licenças ambientais para que a obra, enfim, seja licitada pelo Governo Federal. O investimento é de R$ 40 milhões na ampliação da pista, operação por instrumentos, estrutura de segurança e construção da nova estação de passageiros.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions