ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUARTA  20    CAMPO GRANDE 24º

Interior

Segurança na fronteira vai focar cidades gêmeas de Ponta Porã a Sete Quedas

Pelo Governo do Paraguai, foco será no reforço do policiamento entre Pedro Juan Caballero e Capitán Bado

Por Lucia Morel e Gabriela Couto | 13/10/2021 17:12
Reprodução de imagem do momento de chacina em Pedro Juan. (Foto: Reprodução)
Reprodução de imagem do momento de chacina em Pedro Juan. (Foto: Reprodução)

Em regime de emergência após sequência de crimes, as polícias brasileiras e paraguaias vão reforçar as ações em conjunto para elucidar crimes praticados na região de fronteira e também para tentar evitar novos.

Sobre a cooperação com o país vizinho, o secretário de justiça e segurança pública de Mato Grosso do Sul, Antônio Carlos Videira, comentou que houve um “robustecimento” de todo policiamento na faixa de fronteira, integrando as cidades gêmeas.

Em junho deste ano, acordo foi assinado entre o Brasil e o Paraguai de “Cooperação Interinstitucional entre a Polícia Federal do Brasil e a Polícia Nacional do Paraguai” para a “Organização e Estabelecimento de Área de Segurança Bipartite na Fronteira”, e segundo Videira, antes mesmo dessa assinatura, já havia com a polícia paraguaia um “acordo de cavalheiros”.

“As forças de segurança dos dois países em cidades gêmeas já executavam essa ação. Neste momento isso foi robustecido de Ponta Porã até Sete Quedas, nas cidades gêmeas e na Linha Internacional para que possamos agir em território paraguaio e eles aqui”, falou, citando ações entre Ponta Porã e Pedro Juan Caballero; Coronel Sapucaia a Capitán Bado; Paranhos e Ypejhú e Sete Quedas e Pindoty.

O secretário afirmou que “manteremos esse reforço por tempo indeterminado e apoiaremos as autoridades do país vizinho incondicionalmente com o fim de reprimir esses crimes assim como prevenir outros”, ressaltando que o policiamento preventivo foi reforçado em toda região, prevendo, principalmente, que autores de crimes no país vizinho adentrem o Brasil.

OPERAÇÃO SOBERANIA – pelo Paraguai, foi anunciado hoje pelo ministro do interior, Arnaldo Giuzzio Benítez, a Operação Soberania, que vai concentrar as forças de segurança do país no Departamento de Amambay, que é a região onde está localizada a fronteira de lá com o Brasil, principalmente entre Pedro Juan Caballero e Capitán Bado.

O anúncio foi feito durante a reunião do Conselho de Ministros o Governo do Paraguai, com o presidente do país, Mario Abdo Benítez e citou o acordo de junho, que conforme o Ministério da Justiça do Brasil, permitirá uma maior aproximação entre os policiais, tornando mais rápidas e confiáveis as trocas de informações sobre criminosos e garantindo o intercâmbio de boas práticas entre os países.

Em nota do ministério, o objetivo é prevenir a atuação de grupos criminosos organizados; combater o crime organizado transnacional; combater a criminalidade conexa entre os dois países; apoio técnico, tático, tecnológico e científico; apoio em programas de investigação; troca de conhecimentos especializados, por meio de bolsas de estudos, cursos, seminários, congressos, reuniões, além de capacitação de pessoal.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário