A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

06/01/2016 12:00

Seis homens utilizaram carros de luxo para explodir agências bancárias

Renata Volpe Haddad
Banco Bradesco não tem câmeras e polícia apura se quadrilha é do Estado. (Foto: Alcinopolis.com)Banco Bradesco não tem câmeras e polícia apura se quadrilha é do Estado. (Foto: Alcinopolis.com)

O roubo nas agências do Banco Bradesco e Banco do Brasil na madrugada desta quarta-feira (6), em Alcinópolis, distante 402 km de Campo Grande, envolveram seis homens encapuzados, em dois carros de luxo, segundo o delegado responsável pelo caso, Gustavo Mussi.

Conforme o delegado, até o momento se sabe que eram dois carros, sendo um Toyota Corolla cor prata e um Ford Fusion cor preta. "Ainda estamos apurando e em diligência, mas pode ter um terceiro carro envolvido", alega.

Mussi explica ainda que pode ser a mesma quadrilha que agiu em Selvíra e Itaquiraí e é provável que não sejam de Mato Grosso do Sul. "Acreditamos que não seja do Estado, já que Alcinópolis fica na divisa com Mato Grosso e Goiás e tem saída para São Paulo", afirma.

Os bandidos efetuaram o furto nas duas agências ao mesmo tempo, porém, na do Banco do Brasil não há caixa eletrônico. "Acho que fizeram o levantamento errado, pois como ali não é agência, não tem caixa eletrônico, só um cofre que eles arrombaram, mas não havia dinheiro", informa.

Nos dois caixas do Bradesco, havia a quantia de R$ 5 mil, mas a maior parte do dinheiro foi queimado com a explosão. Imagens internas do Banco do Brasil podem ajudar nas investigações da polícia. "Porém, como eles estavam encapuzados, talvez não dê para identificar os rostos", alega.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions