A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

24/02/2016 09:47

Sem médicos, cidade fecha 4 postos e programa deixa de atender zona rural

Caroline Maldonado
Prefeito Marcelo Pelarin (PR) ainda não concedeu entrevista sobre o assunto (Foto: Gazeta News)Prefeito Marcelo Pelarin (PR) ainda não concedeu entrevista sobre o assunto (Foto: Gazeta News)

A prefeitura de Cassilândia, a 418 quilômetros de Campo Grande, fechou quatro das oito Unidades Básicas de Saúde e o programa voltado às famílias da zona rural não está atendendo por falta de médico. Os funcionários dos postos não sabem explicar o motivo do fechamento repentino. As outras unidades estão sobrecarregadas, em especial o posto Dr. Antônio Teixeira De Lima, na Vila Pernambuco, onde há outro sem funcionar.  

O posto Central não tem médico desde segunda-feira (22) e não está agendando consulta. Também fecharam o posto Jardim Campo Grande, na Vila Pernambuco; a unidade Vila Imperatriz, no bairro de mesmo nome e o posto Dr. Arceli De Castro Paulino, na Vila Izanópolis.

Em todas as unidades, os funcionários não sabem explicar o motivo do fechamento, apenas alegam que não há médicos nas quatro unidades e no programa que atende as famílias da zona rural.

O posto Geraldo Fernandes da Silva, no Bairro Izanópolis, continua aberto e está apenas agendando consulta, pois hoje o médico já atendeu e não deve dar expediente no mesmo local, durante a tarde. Conforme o atendimento da unidade, é possível marcar consulta pessoalmente ou por telefone para esta semana ainda.

O posto Dr. Antônio Teixeira De Lima, na Vila Pernambuco está lotado, com médico atendendo nesta manhã, mas durante a tarde não haverá consulta. Quem quer agendar tem que ir ao local amanhã (25), a partir das 6h, e é possível conseguir vaga para essa semana.

Na unidade Jardim Laranjeiras, a informação é de que há um novo médico e o atendimento ocorre normalmente. É possível ir até o local a qualquer hora para agendar e há condições de ser conseguir vaga para essa semana. A outra unidade do município é a do Sistema Penitenciário, que fica na Vila Pernambuco, onde não há queixa de paralisação no atendimento.

Justificativa – O Campo Grande News entrou em contato, por telefone, com a prefeitura de Cassilândia, mas o assessor de gabinete informou que o prefeito Marcelo Pelarin (PR) não poderia dar entrevista, porque estava em reunião nesta manhã, mas retornaria a ligação. Marcelino era vice-prefeito e assumiu o cargo após o afastamento de Carlos Augusto da Silva (DEM), há cerca de um ano.

 

Justiça federal determina afastamento do prefeito de Cassilândia
A Justiça Federal de Três Lagoas determinou o afastamento do prefeito de Cassilândia, Carlos Augusto da Silva (DEM) por tempo indeterminado para apur...
Prefeito de Cassilândia será julgado amanhã pelo TJ
Amanhã, às 9 horas, o TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), em sua sessão criminal, julga o prefeito de Cassilândia e o vice, José Doniz...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions