ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 25º

Interior

Servidora é investigada por maus-tratos contra enteada

Denúncias apontam que a criança é espancada constantemente desde que se mudou para a casa da madrasta

Por Geisy Garnes | 20/09/2020 13:29
O caso foi registrado na 2ª Delegacia de Polícia Civil de Ponta Porã. (Foto: Google Street View)
O caso foi registrado na 2ª Delegacia de Polícia Civil de Ponta Porã. (Foto: Google Street View)

A Polícia Civil de Ponta Porã – a 323 quilômetros de Campo Grande – investiga uma servidora pública lotada no Centro POP (Centro de Referência Especializado para População de Rua) por maus-tratos contra enteada. Denúncias apontam que a criança é espancada constantemente desde que se mudou para a casa da madrasta.

Conforme o site Ponta Porã News, a criança morava em Dourados e recentemente foi levada para morar com a madrasta, na fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai. Desde então, é espancada constantemente. O próprio irmão da servidora foi quem denunciou o caso a polícia.

A violência foi tamanha, que deixou marcar pelo corpo da criança, principalmente nas pernas. O Conselho Tutelar também foi acionado e acompanha o caso. Em depoimento, a servidora negou o crime e afirmou que o irmão “não é confiável”. Por isso, a polícia deve ouvir outras pessoas próximas a mulher ao longo da semana. Até o fim da investigação, a criança ficou aos cuidados da avó.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário