A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017

10/07/2014 17:52

Servidores se reunem com secretários para apresentar reinvidicações na saúde

Mariana Lopes
Aproximadamente 200 servidores protestaram hoje em Dourados (Foto: Dourados News)Aproximadamente 200 servidores protestaram hoje em Dourados (Foto: Dourados News)

Servidores municipais da Prefeitura de Dourados se reuniram, nesta quinta-feira (10), com o secretário adjunto de Saúde, Márcio Figueiredo, o secretário municipal de Governo, José Jorge Filho, e o secretário municipal de Administração, João Azambuja, e apresentaram as reivindicações relacioandas ao setor da Saúde da cidade.

Uma das reclamações dos servidores, que alegam descaso do poder público em relação à saúde, foi a ausência do prefeito, Murilo Zauith, do vice, Odilon Azambuja, do secretário municipal de saúde, Sebastião Nogueira, que estão viajando e não compareceram à reunião, que já estava marcada.

Segundo o site Dourados News, que acompanhou a reunião, os servidores lamentaram que a conversa com o grupo de secretários não teve conclusão, pois, conforme explicou o secretário de governo, nenhuma medida poderá ser discutida ou formalizada na ausência do prefeito. Uma nova reunião deve ser marcada para a próxima segunda-feira (14).

Ao final da reunião, muitos servidores se mostraram ainda mais indignados e críticos à ausência do prefeito, apontada como estratégica. Segundo o Dourados News, eles reforçaram que vão se manter mobilizados em prol das reivindicações por melhorias e valorização da categoria.

Mais de 200 pessoas, segundo informação da Guarda Municipal, se concentraram hoje no Centro Administrativo Municipal, onde profissionais de várias áreas "criticaram o que foi colocado como “inércia” por parte da administração municipal no que diz respeito a condições de trabalho, infraestrutura das unidades de saúde e negociações salariais", conforme descreveu o Dourados News.

Representantes sindicais de outras categorias, como o Simted (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação), CUT (Central Única dos Trabalhadores), e outros apoiaram o movimento.

De acordo com o Conselho Municipal de Saúde, 30% do efetivo foi paralisado na saúde em toda a rede municipal e os atendimentos de urgência e emergência estão sendo priorizados.

Homem atira contra trabalhadores em alojamento de obra de asfalto
Funcionários de uma empresa responsável pela construção do asfalto na estrada do distrito de Piraputanga, distante 121 quilômetros de Campo Grande, s...
Homem de 50 anos morre após passar mal durante partida de futebol
Edvaldo Franco de Arruda, de 50 anos, morreu na noite de ontem (22) após passar mal durante uma partida de futebol, no campo do Complexo Poliesportiv...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions