A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Setembro de 2019

29/08/2019 20:07

Sob a mira de bandido, jovem sobrevive após arma falhar 3 vezes em roubo

Crime ocorreu em frente a universidade onde a estudante cursa Medicina

Adriano Fernandes
Jovem de costas e sob a mira do bandido que estava dentro do veículo. Jovem de costas e sob a mira do bandido que estava dentro do veículo.

A estudante de Medicina sulmatogrossense, Rayssa Maressa Silva Santana, ficou sob a mira de um bandido durante o roubo de seu veículo, nesta quarta-feira (28) em Puerto Quijarro, cidade boliviana que faz fronteira com Corumbá. Segundo a jovem, um dos quatros criminosos que apontava para a sua cabeça teria disparado três vezes, mas a arma falhou.

O roubo aconteceu no momento em que ela pegava materiais que estavam dentro do porta-malas do carro, um Onix, preto, que estava estacionado em frente a instituição de ensino. A jovem é de Ladário e há três anos cursa Medicina em uma universidade na cidade boliviana.

“A rua estava movimentada, quando abri o porta-malas escutei um Gol, vermelho, com placas bolivianas se aproximou. O motorista freou bruscamente perto do meu carro, mas na hora pensei que era uma brincadeira de colegas”, contou ao site Diário Corumbaense.

Em seguida um dos quatro homens que estavam no veículo, disse para ela passasse as chaves do carro e se virasse, sem olhar para eles. Segundo a estudante o condutor do carro falava espanhol e utilizava um capacete para não ser reconhecido. Os outros também estavam com máscaras. 

Rayssa permaneceu parada, com as mãos para cima, quando então, alguns estudantes e pedestres perceberam que ela estava sendo roubada e começaram a gritar para que os bandidos não fizessem nada.

“Mas mesmo assim, outro homem desceu do carro e junto com o que pegou as chaves do chão, entrou em meu carro e disparou por três vezes com a arma apontada na minha cabeça, mas ela falhou. Logo depois eles fugiram no meu carro. Os outros dois que ficaram no outro automóvel também deixaram o local quando o pessoal começou a gritar”, disse.

Uma foto mostra exatamente o momento em que a estudante estava com as mãos para cima e de costas para o próprio carro. “Foi desesperador, mas estou viva pela graça de Deus”, completou. Depois do roubo, estudantes levaram a vítima até Polícia Boliviana para registrar o caso.

Como o carro possuía GPS ele foi rastreado e localizado nesta quinta-feira (29) pela Diprove (Departamento de Investigação e Combate ao Roubo de Veículos) em uma área da periferia de Puerto Suárez. Quatro suspeitos foram presos, mas a estudante não conseguiu identificar se eles seriam os mesmos que a abordaram na universidade, pois durante o assalto eles estavam com o rosto coberto. 

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions