ACOMPANHE-NOS    
JULHO, TERÇA  27    CAMPO GRANDE 16º

Interior

Sob risco do colapso, secretário da 2ª maior cidade de MS pede demissão

Quem assumiu a saúde de Dourados foi o secretário adjunto da pasta, Edvan Marcelo Moraes Marques

Por Adriano Fernandes e Helio de Freitas | 12/03/2021 22:00
O ex-secretário de Saúde de Dourados Frederico de Oliveira Weissinger. (Foto: Divulgação)
O ex-secretário de Saúde de Dourados Frederico de Oliveira Weissinger. (Foto: Divulgação)

O secretário de Saúde de Dourados Frederico de Oliveira Weissinger pediu demissão nesta quinta-feira (11). Quem assumiu inteirinamente o lugar dele foi o secretário adjunto Edvan Marcelo Moraes Marques. O Campo Grande News apurou que Frederico apresentou o pedido “em caráter irrevogável” diretamente ao prefeito Alan Guedes (PP) em reunião no gabinete.

Esta foi a primeira baixa na equipe de Alan Guedes em pouco mais de dois meses de administração. Em nota o prefeito agradeceu o trabalho desempenhado pelo então secretário à frente da saúde do município, "principalmente diante do desafio da pandemia de covid-19".

Outro detalhe preocupante é que o pedido de demissão ocorre no pior momento da pandemia da covid-19 em todo o País. Em Dourados a situação não é diferente. O município chegou a 275 vítimas da doença e tem ocupação de leitos de UTI próxima de 95%. No fim de semana não havia nenhuma vaga em terapia intensiva na cidade.

Os motivos do pedido de demissão ainda não foram anunciados, mas a reportagem apurou que Frederico Weissinger está descontente por não ter conseguido nomear a equipe que o ajudaria a comandar a Saúde na maior cidade do interior em plena pandemia.

Frederico Weissinger esteve à frente do Comitê de Gerenciamento de Crise da Covid-19, criado há um ano e chegou a ocupar por alguns dias o cargo de secretário de Saúde na gestão da ex-prefeita Délia Razuk.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário