ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, TERÇA  11    CAMPO GRANDE 26º

Interior

Técnico agrícola foi executado pela namorada e comparsa

Franciele Salmázio da Luz e Nadir Ricardo, ambos de 34 anos, já estão presos e polícia suspeita da participação de uma 3ª pessoa

Por Adriano Fernandes e Helio de Freitas | 29/07/2020 23:03
Ao fundo da imagem, Nadir descendo de uma viatura da Polícia Civil. (Foto: Marcelino Nunes de Oliveira)
Ao fundo da imagem, Nadir descendo de uma viatura da Polícia Civil. (Foto: Marcelino Nunes de Oliveira)

A namorada do técnico agrícola Ludwig Max Pockel, de 48 anos, e um comparsa, foram presos na noite desta quarta-feira (29), suspeitos de terem executado a vítima, que estava desaparecida desde sábado (25) em Ponta Porã, cidade a 323 quilômetros de Campo Grande.

Franciele Salmázio da Luz de 34 anos e Nadir Ricardo de 34 anos, conhecido como “pica-pau” estão detidos 1º Distrito Policial da cidade. Conforme o delegado regional de Ponta Porã, Clemir Vieira, há suspeita da participação de uma terceira pessoa no crime.

Ainda conforme apurado, a policia trabalha com a hipótese de que o crime tenha motivação passional. Nesta noite, Nadir levou os policiais até uma matagal, próximo a uma plantação de milho, onde deixou o corpo do técnico agrícola. Ele também esteva com os policiais na casa onde a vítima morava, que fica em um sítio no distrito de Nova Itamarati.

O homem foi assassinado a golpes de faca e depois teve o corpo incendiado com gasolina que foi retirada de sua própria motocicleta. Durante esta noite, peritos e investigadores do SIG (Setor de Investigações Gerais) da Polícia Civil fizeram os primeiros levantamentos no sítio para apurar os detalhes da execução.

A seguir, confira o vídeo dos policiais no meio da mata onde o corpo foi encontrado. 

As imagens são de Marcelino Nunes de Oliveira.


*Matéria editada às 8h50 para correção da informação sobre a profissão da vítima.