ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SÁBADO  25    CAMPO GRANDE 14º

Interior

Traficante procurado pela Interpol é entregue à Polícia Federal

O sérvio Zarko Pilipovic foi transferido para Corumbá e posteriormente será encaminhado à Albânia

Por Gustavo Bonotto | 01/04/2024 20:38
Zarko Pilipovic estava preso na Bolívia desde fevereiro. (Foto: Reprodução/PF)
Zarko Pilipovic estava preso na Bolívia desde fevereiro. (Foto: Reprodução/PF)

Um dos homens mais procurados pela Interpol (Organização Internacional de Polícia Criminal), Zarko Pilipovic, foi entregue à Polícia Federal na fronteira com Corumbá, município situado a 428 quilômetros de Campo Grande.

O sérvio havia sido capturado em San Rafael de Velasco, distrito de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, junto com o narcotraficante Lourival Máximo da Fonseca, chamado de “a baleia do narcotráfico”, que em fevereiro deste ano foi expulso daquele país, poucos dias após sua captura.

A ação ocorreu sem alarde para a imprensa no dia 29 de março, sexta-feira. Conforme apurado, o cidadão foi levado para Campo Grande. Não há mais detalhes sobre a transferência dele para a Albânia, conforme afirmou o ministro da Bolívia.

Zarko pertencia a uma máfia internacional que tem ligações diretas com o PCC (Primeiro Comando da Capital), conforme noticiou através das suas redes sociais, o ministro do Governo, Eduardo del Castillo.

“A população boliviana foi informada da transferência e expulsão do cidadão de nacionalidade sérvia, Zarko Pilipovic, para a Albânia, através de coordenação de autoridades do Brasil. Este homem possui selo vermelho da Interpol e tinha a identidade falsa de Leonardo Barsad da Rocha", relatou Del Castillo.

Ele foi entregue na linha internacional que delimita os dois países. Agentes da Polícia Federal aguardavam o estrangeiro, expulso da Bolívia, após passar pelo setor de Migração, no Posto Fronteiriço, do lado boliviano.

Receba as principais notícias do Estado pelo celular. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News no WhatsApp e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias