A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 16 de Outubro de 2019

25/07/2018 16:35

Tragédia familiar: casal tinha planos de mudança de estado, afirmam amigos

O empresário assassinou a mulher com tiro na cabeça e em seguida se matou na noite de ontem (24)

Guilherme Henri
Francielli Castilho e o marido Marcos Gonçalves (Foto: Acervo Pessoal)Francielli Castilho e o marido Marcos Gonçalves (Foto: Acervo Pessoal)

Marcos Gonçalves de Oliveira e Francielli Castilho planejavam se mudar para Tocantins, onde haviam acabado de adquirir terras, informaram amigos próximos do casal. O empresário assassinou a mulher com tiro na cabeça e em seguida se matou na noite de ontem (24) em propriedade rural de Três Lagoas – a 338 quilômetros da Capital.

A informação foi divulgada pelo jornal JPNews. Os amigos do casal – que não tiveram a identidade divulgada – ainda contaram que antes da tragédia o casal comemorava o investimento em festa na casa de colegas.

Os amigos afirmam que o casal estava feliz com a aquisição e a ideia era manter empresa de aluguel de maquinário agrícola em Três Lagoas e expandir os negócios para o outro estado.

Francielli será sepultada nesta quinta-feira (26), às 8h, no Cemitério Municipal de Três Lagoas. Já o corpo do empresário, será levado para Brasilândia, informou o jornal Hoje Mais.

Ainda não há informações oficiais sobre a motivação do crime, apenas que o empresário chegou a mandar mensagem de áudio para funcionários dizendo que o cometeria.

De acordo com o site JPNews, o crime aconteceu na propriedade rural do casal, localizada na BR-158 - saída de Três Lagoas para Brasilândia.

Marcos atirou na cabeça da mulher e na sequência na sua. Os corpos foram encontrados pela manhã e depois removidos para o IML (Instituto de Medicina Legal).

Estatística - Com a morte de Francielle, 21 mulheres foram assassinadas pelos parceiros do dia 1º de janeiro até está quarta-feira (25), em Mato Grosso do Sul. Três dos casos foram registrados em Campo Grande. No ano passado, nos 12 meses do ano, a Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) registrou 27 casos.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions