ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, SEGUNDA  30    CAMPO GRANDE 31º

Interior

Transportadora é multada em R$ 43 mil após acidente com morte na 267

Os responsáveis também poderão responder por crime culposo de poluição, com pena de seis meses a um ano de detenção

Por Adriano Fernandes | 24/02/2020 21:48
Veículos foram completamente destruídos pelo fogo. (Foto: DIvulgação/PMA)
Veículos foram completamente destruídos pelo fogo. (Foto: DIvulgação/PMA)

A transportadora responsável por um dos caminhões envolvidos em um grave acidente na BR-267, em Nova Alvorada do Sul, neste domingo (24) foi multada em R$ 43 mil pelo derramamento de aproximadamente 43 mil litros de combustível no solo após a colisão. William Ramos dos Santos, de 29 anos, motorista de um dos caminhões morreu no local.

Ainda ontem (23), uma equipe da Polícia Militar Ambiental de Batayporã acompanhou os trabalhos relativos ao combustível no solo. O acidente envolveu um caminhão que transportava embalagens plásticas e uma carreta bitrem, que transportava óleo diesel S500 (produto perigoso). Dos 58 mil litros de combustível que haviam no caminhão, 43 mil contaminaram o solo.

Nesta segunda-feira (24), os policiais acompanharam uma empresa especializada em execução de plano de emergência contratada pela transportadora do combustível, que executava as ações de contenção e remoção do material.

A empresa foi notificada a realizar a remoção de todo o material contaminante, além de ter de apresentar os resultados para a PMA no prazo de 7 dias. Os documentos em seguida serão encaminhados ao Ministério Público Estadual, após a vistoria novamente no local do acidente ao final dos trabalhos.

A transportadora, com sede em Paranaguá (PR), foi multada em R$ 43.000,00 por poluição. Os responsáveis também poderão responder por crime culposo de poluição. A pena neste caso é de seis meses a um ano de detenção.

O acidente - De acordo com informações do Corpo de Bombeiro de Nova Alvorada do Sul, os dois veículos bateram de frente e com o impacto o caminhão tanque carregado de combustível pegou fogo. Para apagar as chamas, o Corpo de Bombeiros informou que foram usados cerca de 100 mil litros de água. O combate ao incêndio foi feito com duas viaturas do Corpo de Bombeiros com capacidade de 5 mil e 1.500 litros de água e seis caminhões Usina Atvos com capacidade de 15 mil litros de água cada.

William Ramos era natural de Sergipe. No veículo, além de William também estavam a esposa, de 49 anos, e os dois filhos, um menino de 10 anos e uma menina de 6 anos. A família do motorista não ficou ferida, mas foi encaminhada para o Hospital Municipal da cidade.