A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 18 de Agosto de 2019

21/12/2018 07:17

Travesti é encontrada morta em milharal e jovem confessa crime

O autor, Matheus da Silva Oliveira, 18 anos, se entregou à polícia e disse que está arrependido pelo crime que cometeu

Viviane Oliveira
Marcinha foi estrangulada até a morte (Foto: reprodução/Facebook)Marcinha foi estrangulada até a morte (Foto: reprodução/Facebook)

A travesti Marcinha Rodrigues, 29 anos, foi encontrada morta estrangulada no fim da manhã de ontem (20), na Rua Goias, na Vila Industrial, em Camapuã, distante 133 quilômetros de Campo Grande. O autor, Matheus da Silva Oliveira, 18 anos, se entregou à polícia e disse que está arrependido pelo crime que cometeu.

Conforme boletim de ocorrência, Matheus contou que por volta das 22h de quarta-feira (19) consumia bebia alcoólica com conhecidos em um bar na Vila Industrial, quando Marcinha chegou ao local e passou a tomar cerveja com o grupo.

Por volta das 3h, a dona do estabelecimento avisou que havia acabado a cerveja gelada e que iria fechar o bar. Matheus, Marcinha e mais um colega foram embora. Durante o trajeto, quando os dois ficaram sozinhos, a travesti pediu carona para o autor, que seguia de bicicleta. O crime aconteceu, segundo relatos de Matheus à polícia, porque a vítima queria manter relação sexual e chegou a tocar no corpo dele quando passavam por um terreno baldio.

Matheus, então, atingiu a vítima com golpe mata-leão, que caiu e passou a se debater no chão. O autor levou o joelho contra o pescoço de Marcinha e a estrangulou até a morte. Na sequência, arrastou o corpo da vítima para um milharal e abandonou o local. Matheus se apresentou à polícia no fim da tarde de ontem, quando ficou sabendo no trabalho que era o principal suspeito pelo crime. Um aparelho celular e R$ 132 em dinheiro que o autor havia levado da travesti foram entregues à polícia.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions