ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  30    CAMPO GRANDE 

Interior

Um ano depois, acusado de chefiar furtos em fazendas volta a ser preso

Ele é apontado como mentor e receptador de produtos furtados na região de Bonito

Por Helio de Freitas, de Dourados | 25/02/2021 08:43
Caminhonete desmontada apreendida em Dourados (Foto: Sidnei Bronka/Ligado na Notícia)
Caminhonete desmontada apreendida em Dourados (Foto: Sidnei Bronka/Ligado na Notícia)

Acusado de receptação com extensa ficha criminal voltou a ser preso hoje (25) em Dourados (233 km de Campo Grande) durante operação da polícia para desmantelar quadrilha especializada em furtar equipamentos, agrotóxicos e máquinas agrícolas em propriedades rurais de Mato Grosso do Sul.

Carlos Fischer, 42, foi preso por policiais da Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira) e SIG (Setor de Investigações Gerais) durante buscas na casa dele, na Aldeia Jaguapiru. Ele é casado com mulher indígena.

Essa é a terceira vez que Carlos Fischer é preso em um ano. Em fevereiro do ano passado, ele foi preso duas vezes em dois dias acusado de comprar produtos roubados em fazendas da região. Na época, pagou fiança de R$ 21 mil e ficou em liberdade.

Nesta quinta-feira, policiais foram ao endereço de Fischer na reserva indígena para investigar suspeita de que ele seria o receptador de produtos furtados em fazendas na região de Bonito, Bodoquena e Jardim. A onda de crimes naquela região envolve furtos de caminhões, caminhonetes e máquinas agrícolas.

Durante as buscas de hoje, os policiais apreenderam uma caminhonete roubada, objetos de procedência duvidosa e uma carreta, levada para ser periciada. Como foram encontrados defensivos agrícolas na casa, Carlos Fischer será autuado em flagrante por receptação e crime ambiental.

Ficha criminal – Após a prisão de Carlos Fischer em 2020, a Polícia Civil estimou que a quadrilha comandada por ele tenha furtado pelo menos R$ 1 milhão em equipamentos agrícolas, agrotóxicos e caminhões em fazendas de Dourados, Maracaju, Nova Alvorada, Fátima do Sul, Rio Brilhante e Naviraí. Fischer mora em uma casa de alto padrão ao lado da Escola Municipal Tengatuí Marangatú, na reserva indígena de Dourados.

Preso em operação é colocado em viatura (Foto: Sidnei Bronka/Ligado na Notícia)
Preso em operação é colocado em viatura (Foto: Sidnei Bronka/Ligado na Notícia)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário