A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

13/01/2016 13:03

União investiu R$ 500 mil em Centro de Artesanato, mas local vira “lanchódromo"

Caroline Maldonado

O que era para ser um Centro de Artesanato depois de repasse do Governo Federal de R$ 500 mil é espaço para trailers que vendem lanches, em Paranaíba, a 422 quilômetros de Campo Grande. A prefeitura alegou que é inviável destinar o local para o comércio de produtos artesanais, por se tratar de espaço aberto, sem abrigo de sol e de chuva. No entanto, o MPF (Ministério Público Federal) conseguiu liminar na Justiça Federal que obriga a administração a cumprir o contrato.

A multa diária é de R$ 1 mil, caso a determinação não seja cumprida. O espaço, que fica na Avenida Major Francisco Faustino Dias, estava sendo cotado pela prefeitura para a criação de um “lanchódromo”, segundo o MPF.

De acordo com o órgão, o contrato foi firmado entre a União e a prefeitura, por meio do Ministério do Turismo para estimular a produção e venda do artesanato local. “O Município recebeu recursos da União como incentivo ao artesanato, à cultura e ao turismo paranaibense. A utilização do espaço para 'trailers e lanchinhos' claramente viola o contrato firmado e a sua finalidade”, destaca o MPF.

Depois de ser advertida, a prefeitura encaminhou ao Governo Federal uma proposta de alteração do projeto para incluir uma “praça de alimentação” no local. Porém, o judiciário entendeu que não há indicativos de que tal modificação será possível, portanto a prefeitura terá que cumprir a decisão.

O Campo Grande News tentou contato hoje (13) com a prefeitura de Paranaíba, mas não conseguiu falar com o prefeito, em função do horário de atendimento da administração ter se encerrado as 12h.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions