ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SEXTA  27    CAMPO GRANDE 26º

Interior

Vídeo mostra como começou confronto que deixou segurança e índios feridos

Polícia Federal foi para área de conflito nos arredores da reserva de Dourados; até viatura dos bombeiros foi danificada

Por Helio de Freitas, de Dourados | 03/01/2020 18:18
Modesto Fernandes, ferido com tiro no rosto, passou por cirurgia e está em estado grave (Foto: Direto das Ruas)
Modesto Fernandes, ferido com tiro no rosto, passou por cirurgia e está em estado grave (Foto: Direto das Ruas)

Vídeos gravados com celulares mostram como começou o confronto que deixou um segurança e três índios feridos nesta sexta-feira (3) em Dourados, a 233 km de Campo Grande. As imagens obtidas pelo Campo Grande News mostram vários índios espalhados pelas terras de uma das propriedades nos arredores da aldeia Bororó, um deles armado.

No vídeo também é possível ver o cano da arma de um dos seguranças. Em seguida começam os tiros. Outras imagens mostram o clima de tensão e trocas de ameaças entre índios e seguranças privados, contratados pelos proprietários para conter as invasões nas regiões norte e oeste de Dourados.

Veja as imagens:

No confronto, os índios Modesto Fernandes, 47, Gabriel Vasque e Paulo Gonçalves Rolim ficaram feridos. Modesto levou um tiro no rosto, passou por cirurgia e permanece internado em estado grave no Hospital da Vida. Gabriel levou tiro na perna, foi atendido e liberado.

Paulo Rolim, socorrido pelos próprios índios, levou uma pancada na cabeça. Inicialmente, a informação era de que ele também tinha sido baleado, mas o ferimento não é de tiro, segundo funcionários do hospital.

O segurança Wagner André Carvalho, 31, atingido com tiro no tórax, também passou por cirurgia e permanece internado em estado grave.

Equipes da Polícia Federal foram para o local do confronto, mas a instituição ainda não se manifestou. Viaturas da Polícia Militar e do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) também permanecem nas proximidades. Os índios recuaram em direção à aldeia Bororó.

No início da tarde, tiros foram disparados do lado onde estavam os índios em direção às equipes do DOF, segundo relatam policiais presentes ao local.

Equipes de jornalistas que estavam próximas tiveram de deixar a área e um carro de reportagem teve o vidro traseiro, a lataria e o faro danificados pelos índios, que também colocaram fogo na vegetação e lavouras. Foi preciso acionar o Corpo de Bombeiros para controlar as chamas. Uma viatura dos bombeiros também foi atacada e teve o para-brisa danificado por uma pedra.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário