A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

19/06/2012 16:32

Inverno deve ser menos frio e mais úmido em MS, mostra prognóstico

Nicholas Vasconcelos

Temperaturas mais baixas devem ser registradas na primeira quinzena de julho

Árvore seca que simboliza a estação fria. Neste ano, a estiagem não deve ser tão severa. (Foto: Rodrigo Pazinato)Árvore seca que simboliza a estação fria. Neste ano, a estiagem não deve ser tão severa. (Foto: Rodrigo Pazinato)

O Inverno começa nesta quarta-feira (20) às 19h no horário de Mato Grosso do Sul e promete ser menos frio e mais úmido, sem logos períodos de estiagem. As temperaturas mais baixas devem ocorrer na primeira quinzena de julho.

De acordo com a estação meteorológica da Anhanguera/Uniderp, nos dois meses seguintes, as temperaturas se elevam.

“Teremos temperaturas na casa dos 8°C em Campo Grande e 5°C na região Sul do Estado no início do inverno, mas abaixo dos índices do ano passado”, esclarece o meteorologista Natálio Abrahão.

A previsão é de que este Inverno seja mais chuvoso do que os anteriores por conta da distribuição da umidade pela região Centro-Oeste, com períodos de estiagem de no máximo 15 dias.

Frentes frias devem provocar quedas da temperatura na região centro-sul de MS, que compreende Campo Grande, Maracaju, Amambai e Ponta Porã. Essas regiões também devem registrar o aparecimento de neblina quando a umidade passar dos 80%.

Nos meses de agosto e setembro as temperaturas se elevam, com mínimas na casa dos 10°C e máxima que podem passar dos 30°C em todas as regiões, inclusive à noite.

“Este é um sinal claro das ação do efeito estufa, onde as temperaturas não sofrem fortes quedas depois que o Sol se põe, principalmente no Sul onde as temperaturas devem ficar em até 35°C no Sul e Oeste.”, frisa Natálio.

Agricultura- De acordo com Natálio, as temperaturas elevadas no período noturno afetam as culturas do milho e do algodão.

Para a pecuária, o prognostico é de oferta de pasto por conta das chuvas intercaladas.

No mês de setembro deve haver presença de névoa quando a umidade ficar abaixo dos 35%, em especial no centro-norte do Estado.

O agrometeorologista da Embrapa Agropecuária Oeste, Cláudio Lazarotto, este não deve ser um inverno de alertas para o produtor rural de Mato Grosso do Sul. "Este deve ser um inverno tranquilo para a agricultura, sem grandes surpresas para o produtor", afirma.

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions