ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, TERÇA  24    CAMPO GRANDE 25º

Cidades

Investimentos do PAC devem somar R$ 12,7 bilhões em MS até fim de 2014

Por Aline dos Santos | 30/06/2014 11:01
Programa Minha Casa, Minha Vida entregou 30 mil unidades no Estado. (Foto: Cleber Gellio)
Programa Minha Casa, Minha Vida entregou 30 mil unidades no Estado. (Foto: Cleber Gellio)

O PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) vai aportar R$ 12,7 bilhões em Mato Grosso do Sul até o fim de 2014. Conforme balanço do Ministério do Planejamento, são obras em Campo Grande, Corumbá, Três Lagoas e Dourados. No setor de rodovia, o principal projeto em andamento é o anel rodoviário da Capital, no valor de R$ 34 milhões.

A cidade também terá recursos para reestruturação do Sistema Integrado de Transporte, aquisição de equipamentos Centro de Controle Operacional, corredores de transporte coletivo na Mascarenhas de Moraes, Ernesto Geisel, Mato Grosso, Tamandaré e Euler de Azevedo. Além do terminal central da praça Ari Coelho.

No segmento de mobilidade, Campo Grande recebeu recursos para estudo de viabilidade do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos), ligando o Aeroporto Internacional à UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul). O custo será de R$ 380 milhões para o projeto sair do papel.

Na área de urbanização, são executadas obras de R$ 68 milhões no entorno dos córregos Bálsamo, Segredo e Taquaral, na Capital. Em Corumbá, são R$ 26 milhões nos bairros Nossa Senhora de Fátima, Previsul, Aeroporto, Maria Leite, Universitário, Dom Bosco e Centro.

Os investimentos em saneamento básico totalizam R$ 189 milhões, distribuídos por Campo Grande (R$ 110 milhões), Três Lagoas (R$ 40 milhões) e Dourados (R$ 39 milhões). Para drenagem e contenção de enchentes, são R$ 71 milhões na Capital, com intervenções no rio Anhanduí e córrego Cabaças e Areias. Em Dourados, a Vila Cachoeirinha recebe obras de R$ 35 milhões.

No setor de habitação, o programa Minha Casa, Minha Vida contratou mais de 58 mil unidades, sendo 30 mil entregues.

Em Três Lagoas, a UFN 3 (Unidade de Fertilizantes Nitrogenados), da Petrobras, recebe investimentos de R$ 4 bilhões. A fábrica é construída no Distrito Industrial Córrego da Moeda, a 25 quilômetros da cidade, às margens da MS-395.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário