A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

09/02/2011 11:31

Juiz defende punição maior para criminosos que ameaçam autoridades

Marta Ferreira e Ítalo Milhomem
O juiz Odilon durante leilão de bens de contrabandista. (Foto: João Garrigó)O juiz Odilon durante leilão de bens de contrabandista. (Foto: João Garrigó)

O juiz federal Odilon de Oliveira defendeu, nesta manhã, que a lei seja mudada para que criminosos que façam ameaças a autoridades tenham punição mais severa. O magistrado conduz hoje leilão de gado apreendido de contrabandista.

A afirmação foi feita durante comentário do magistrado à descoberta, pelo MPF (Ministério Público Federal) de um plano contra magistrados federais no Estado, arquitetado pelo bombeiro Ales Marques, preso por tráfico e acusado de homicídio.

“É uma afronta, um desrespeito ao próprio estado”, classificou.

Odilon, que seria um dos juízes ameaçados, disse que hoje, a lei prevê a

mesma punição para qualquer pessoa que sofre ameaça. A detenção máxima é de 6 meses para este crime.

Na opinião do magistrado, quando a ameaça envolve uma autoridade e detona tentativa de obstruir o trabalho judicial e da polícia, deveria haver uma punição mais severa.

Ele cita que em países como os estados unidos, há uma tipificação específica só para crimes do tipo envolvendo um rol de autoridades, entre elas membros do Judiciário, cuja pena é mais grave. Na avaliação dele, isso poderia coibir planos como o atribuído ao bombeiro Ales Marques.

O juiz também comentou o anúncio pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, de proteção da Polícia Federal para os magistrados ameaçados em Mato Grosso do Sul.

Embora não confirme ter sido alvo de ameaça recente, Odilon disse que o anúncio não muda sua rotina, pois já recebe proteção policial há anos, em razão da atividade que desenvolve.

Ele já atuou em Ponta Porã, onde foi responsável por processos contra inúmeras quadrilhas do tráfico e do contrabando. Em Campo Grande, também segue atuando em processos por lavagem de dinheiro contra traficantes e contrabandistas.

Investigações - O juiz também defendeu que a legislação brasileira forneça mais elementos às forças de segurança e à Justiça para utilizar o que chamou de investigações especiais, usando recursos tecnológicos e meios diferenciados de apuração.

O comentário foi feito quando indagado sobre a colocação em operação, ainda este mês, de aviões de pequeno porte não tripulados (Vant), para monitoramento da fronteira contra o crime.

Odilon argumenta que os métodos precisam mudar, para alcançar a “modernização” dos criminosos. “Antes víamos barreiras na fronteira, por exemplo, e eram de certa forma suficientes. Hoje não dá mais para ser assim”.

Ele falou da necessidade de, nas investigações e na produção de provas, usar provas eletrônicas, incluindo monitoramento telefônico e telemático (de conversas pela internet), escutas ambientais, infiltração de agentes e ainda o que chama de entrega vigiada, que é quando policiais conseguem monitorar o caminho que drogas, armas ou dinheiro ilegal fazem para pegar todos os elos de uma quadrilha.

O magistrado também citou como recursos importantes os acordos internacionais e a delação premiada, quando criminosos aceitam cooperar com a Justiça, em troca, tem algum tipo de benefício.

Esses recursos todos são importantes, segundo ele, mas ainda há dificuldades para utilizá-los, por falta de detalhamento na legislação sobre até ponto podem ir as autoridades policiais e do Judiciário.

Ele exemplifica com a atuação de um agente infiltrado em uma quadrilha. O magistrado diz que a legislação permite, mas não é clara sobre até que ponto o infiltrado pode agir, notadamente quanto ao cometimento de crimes.

Após divulgação de plano contra juízes, entidade pede mais segurança
Casos de violência e ameaças de morte contra juízes federais estão aumentando no país. De acordo com o presidente da Ajufe (Associação dos Juízes Fed...
Ministro anuncia proteção da Federal para juízes alvo de plano de morte
A PF (Polícia Federal) vai fazer a proteção dos juízes de Mato Grosso do Sul ameaçados de morte por um militar preso por tráfico internacional de dro...
Militar preso diz que não tem plano para matar juízes
Bombeiro diz que foi vítima de armação de advogadaAcusado de liderar quadrilha de tráfico internacional de drogas e de tramar a morte de juízes fede...
Associação quer medida contundente após descoberta de plano contra juízes
Por conta da descoberta feita ontem do plano de assassinato contra magistrados federais arquitetado pelo bombeiro militar Ales Marques, que está no P...


Fico impressionada de ver como o povo brasileiro é desligado.
Esse juiz Odilon pensa que é um deus?
Esse cidadão tem que se ligar e parar com essa mania de achar que estão querendo matá-lo.
Acho que ele deve procurar ajuda não é da polícia não, mas sim de um profissional da saúde.
Sempre vejo ele se gabando insinuando que tem a mão pesada: juiz que tem a mão pesada não é justo; juiz justo aplica a lei proporcionalmente ao caso, nem mais nem menos, ou seja, é imparcial, aplica a lei proporcionalmente, sem paixões.
Meter a caneta a lei é fazer injustiça, ainda que contra bandido, que em tal hipótese se revolta com razão.
 
Michele Martins Krhoth em 11/02/2011 12:15:33
parabénizo o DR; odilon de oliveira, esse que e um juiz de peito de ferro, que não tem medo de colocar esses tráfiacantes cancerosos que vem roubando e prejudicando os filhos de pessoas honesta. Juiz odilon o senhor tem que colocar na cadeira os tráficantes que estão agindo nas fronteiras. Eu naõ sei porque esses tráficantes que vem do rj,sp, fica voando de aviaõ,se uma pessoa que precisa de uma passagem para se tratar de uma enfermidade não consegue uma passagemdo governo federal. DR: Odilon fica tranquilo que o pai-celestial vai protege-lo o senhor dessas artimanha dos servo de lúcefer. Estou orando pelo senhor e pela sua familia e cofie no nosso pai que está no céu. parabéns mesmo. o meu sonho e conhecer o senhor pessoalmente
 
joaquim geraldo melgarejo em 11/02/2011 09:45:12
Louvável a suas idéias, estou de acordo desde que às punições para as autoridades quando comentem crimes, também seja aumentada, pois nunca vi um juiz, coronel governador ou qualquer autoridade, ser PUNIDA, caríssimo Odilon e o senhor sim pode fazer isso, PUNILOS?
AS AUTORIDADES TÊM QUE SER EXEMPLOS NA SOCIEDADE, hoje não são. Pois as mazelas com a corrupção causam com o desvio de dinheiro publico, providenciam mais mortes que qualquer outro fator; nos hospitais quantas vidas deixam de ser salvas pois não há recursos e equipamentos para salvar, a educação sem perspectiva de futuro, as rodovias quantas mortes e o dinheiro sumindo e o imposto crescendo, CADÊ A PUNIÇÃO PARA ESSAS PESSOAS, eles podem tudo mas não podem ser ameaçados...brincadeira...
 
Andréia Araujo em 10/02/2011 10:19:33
É,o Juiz como a maioria dos homens do poder estão preucupados em resolver os próprios problemas, enquanto o povão vive levando chumbo.
A sociedade brasileira que só serve pra pagar impostos altíssimos, que tem que se revoltar e exigir mudanças nas leis.
 
Luiz Antonio Carreio em 10/02/2011 09:26:34
Um dia desses ouvi esse mesmo juiz dizendo que “no Brasil só pára na cadeia pé-de-chinelo”.


Engraçado! De quem é a culpa se a lei é a mesma?!

Acho sinceramente que a culpa é do pé-de-chinelo, que não reage ante as covardias provenientes do Poder Judiciário brasileiro!

É! O pobre é igual galinha: toma “porrada” (para não dizer onde ele toma) e ainda sai cantando!
 
Francisco Erierf em 10/02/2011 09:15:30
Quem esse juiz pensa que é?!

No Brasil é muito mais comum crimes praticados pelos magistrados do que contra eles.

Que tal mudar a lei para atribuir maior severidade aos crimes praticados por magistrados e outras autoridades, devendo o julgamento ser feito pelo povo (similar ao que ocorre no tribunal do júri) para que tudo não acabe em pizzas, como sói acontecer?!

A lei tem deve ser mudada é para punir autoridades criminosas que inundam os Poderes da República, isso sim!
 
Albert Einstein em 10/02/2011 08:48:10
Cada dia que passe fica mais insuportavel ler essas notícias .
Tantos crimes ediondos que acontecem todos os dias e não se toma providências .
A cada dia que passa os cidadãos estão presos em suas casas .Não tem direito de ir e vir com medo de assaltos estrupos etc...........
Proteção a todos !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Não apenas para alguns previlegiados
 
Marilda Menarin de LIma em 10/02/2011 08:42:17
Cara Andréia Araujo:

De que adiantaria aumentar as penas ou “punições” para autoridades se é sabido por todos, de antemão, que elas jamais seriam condenadas?!

Há que se entender que quando uma autoridade que comete crime é “descoberta” (isso invariavelmente só acontece – se admite a hipótese – por conta de divergências políticas) e vai a julgamento a primeira providência que tomam é decretar o segredo de injustiça.

Quem garante que sob o segredo de injustiça a autoridade criminosa não vai ser “julgada” por outra da mesma quadrilha?!
 
Anton Van em 10/02/2011 06:26:16
Isto é um absurdo!!!, se o senhor quer segurança pq não paga com seu subsídio, já que chega aproximandamente R$ 26.000, pois é isso que um juiz federal ganha, acredito, a lógica seria as polícias dar segurança aos pobres e não ao ricos. Ademais o senhor é juiz pq quer, peça exoneração e vá trabalhar na roça lá no nordeste..
 
JOÃO MEDEIROS em 10/02/2011 06:02:30
Simplesmente ridículo!
Haveria juízes que levam bandidos e contraventores para tomar wisk em sua residência e ainda querem a proteção da Polícia Federal, que via reversa também prestaria proteção aos infratores da lei, que, regados a wisk, pousam para fotos ao lado de magistrados?!
Isso é o começo do fim! Todos são iguais perante a lei! Ou ao menos deveriam ser!
 
Anton Van em 10/02/2011 05:08:11
Dr. Odilon , tem toda a razão em pleitear leis eficazes e mais duras, porém, o que o senhor esquece é que toda a sociedade vive em estado de pânico, pois, os bandidos estão acobertados por leis ineficazes, temos menores amparados por um estatuto que se disvirtua dando vazão a criação de monstros , hoje aos 12 anos um pré-adolescente sabe muito bem o que é certo ou errado, na escola em que dou aula só para que saibam uma aluna vitima de violência sexual teve o pavor de encontrar prestando serviço na sua escola o homem que a violentou, e agora já deve ser solto afinal a lei o proteje, esses psicopatas nunnnnnca mudam e o tempo todo a midia anuncia essas trajédias. Então prezado Juiz que a lei realmente mude, mesmo que para isso seja necessário uma nova constituição alterando ou melhor eliminando artigos que só impedem que a justiça se faça.
 
HERICA YKEDA , CAMPO GRANDE /MS em 09/02/2011 12:40:42
kkkkkkkkkkkkk eu não li isso!! Fala sério e a sociedade?? E quando um individuo estupra a filha do vizinho? E quando uma pessoa é morta a pauladas como vi em uma das reportagens?? Punição maiores?? Sinto muito, Sr. Magistrado, mas vc é tão ser humano quanto eu e possui o mesmo direito que o meu, que é, acima de tudo: Direito a Vida!!!
 
Mariellen dos Anjos em 09/02/2011 12:22:57
Engraçado,com todo respeito Excelência,mas o que os senhores tem de diferente para o cidadão comum???á não ser o "estudo",acho que" todos são iguais perante a Lei",ou a Constituição esta errada?Isso tudo é uma demonstração que a partir de "cima" alguma coisa esta errada,Leis brandas,arcaicas,e que NUNCA,NUNCA,são cumpridas,pois sempre tem alguém que se beneficia com as "virgulas" de nossas Leis,caberia AS AUTORIDASDES,ja que agora os bandidos estão começando a fazer que nem na Italia na época da mafia,atacar "autoridades",os magistrados deveria se UNIR em todo o Brasil em suas associações,e começarem a mudar alguma coisa logo,pois Vocês tem este poder e esta autoridade,seria "piégas",um juiz,desembargador e outros,terem privilégios de "escolatas"(e o senhor ja os tem),enquanto EU,que moro na periferia,ando de ônibus,ruas escuras e mato por todos os lados,fico a merce dos marginais,ou to errado?
 
Ricardo Lemos Terra em 09/02/2011 11:56:04
Ah! agora querem tomar providências, a coisa virou para o lado de vocês, enquanto são os "Banzés", não tem problema, vamos defender a bandidagem, mais quando a ameaça chega aos grandões ai sim vamos punir...
 
Lucas Mendes em 09/02/2011 11:54:03
Estou de pleno acordo com o juiz federal Dr. Odilon de Oliveira.
"(...) hoje, a lei prevê a mesma punição para qualquer pessoa que sofre ameaça. A detenção máxima é de 6 meses para este crime".
Seria o caso de se considerar um penalidade semelhante aquela dada ao assédio moral, só que às avessas, e à altura devida.
 
Carlos Alb erto Cordeiro em 09/02/2011 03:36:46
Não deve ter privilegio de forma alguma, pois "eles" são cidadão comuns o que há de diferença é a sua profissão e estão lá pq escolheram ser juízes. Portanto srs. caso não queira correr o risco mude de profissão. Há coisa mais importante pra se preocuparem.
 
Felipe Salinas em 09/02/2011 02:03:27
Cada vez mais se comprova que os juízes se consideram deuses.
 
ricardo rodrigues em 09/02/2011 01:32:33
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions