A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

22/03/2010 13:05

Juiz federal vai analisar prisão em flagrante de Betão

Redação

O juiz da 5ª Vara Federal Criminal de Campo Grande, Dalton Igor Kita Conrado, vai analisar a prisão em flagrante do ex-funcionário público estadual Alberto Aparecido Roberto Nogueira, o Betão, 50 anos. Ele foi indiciado por contrabando de armas de fogo e posse ilegal na manhã de sexta-feira pela Polícia Federal.

No entanto, o auto de comunicação de prisão em flagrante estava incompleto. Segundo despacho do magistrado, a PF não encaminhou cópia do depoimento de Betão nem do cumprimento das garantias constitucionais.

O Campo Grande News tentou falar com o advogado do ex-funcionário, José Roberto Rodrigues Rosa, mas ele não foi localizado.

Betão foi preso menos de um mês após ser solto por determinação do Superior Tribunal de Justiça. Ele estava preso há 20 meses acusado de participar do assassinato de um empresário e de um geógrafo em São Paulo.

O ex-funcionário público já foi absolvido de dois assassinatos e de um acidente com vítima fatal. Só foi condenado por corrupção passiva três anos, mas teve o direito de recorrer em liberdade.

Agora, ele foi autuado pela Polícia Federal por contrabando e comercialização de armas de fogo no apartamento dos pais, no bairro Monte Castelo, em Campo Grande.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions