A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

30/04/2008 06:26

Julgado hoje mais um envolvido na morte de Maksoud

Redação

Senta no banco dos réus do Tribunal do Júri de Campo Grande a partir das 8 horas desta quarta-feira, Edmilson dos Santos Pires, mais um acusado de envolvimento no assassinato do advogado Willian Maksoud, em abril de 2006.

Ele será o terceiro, dos cinco acusados, a ir a julgamento. Edmilson é irmão de Eliel dos Santos Pires, condenado na semana passada a 10 anos de prisão por envolvimento no homicídio. Ele teria planejado o assassinato e aguarda o júri preso.

Além do irmão dele, já foi condenado pelo crime Edson Ferreira, o Rato, a 23 anos e oito meses de prisão. Paulo Eduardo Nepomuceno, o Peréu, ainda não foi a júri, assim como Rafael Carlos Mosqueda, que está foragido. Rafael foi quem disparou os três tiros que mataram o criminalista.

Os acusados são integrantes do PCC, facção que pagou a Maksoud para transferir um preso de São Paulo para Campo Grande. Ele não conseguiu e então foi pedido que devolvesse o dinheiro.

O advogado devolveu uma parte e não aceitou mais prestar serviços. Ele então foi ferido a tiros quando estava no escritório dele e morreu duas semanas depois na Santa Casa.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions