A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

02/05/2008 19:30

Júri de acusado de matar radialista será dia 16

Redação

O julgamento de Cleiton Segóvia, um dos acusados de envolvimento no assassinato do radialista paraguaio Samuel Roman, ocorrido em 2004, em Coronel Sapucaia, na fronteira com o Paraguai, está marcado para o dia 16.

O júri seria realizado dia 30 de abril, mas o juiz César de Souza Lima, de Amambai, determinou uma perícia na fita cassete que é considerada uma das provas chaves no processo, adiando o julgamento.

A decisão do juiz foi em resposta ao pedido do advogado de defesa do réu, Aires Noronha Adures Neto, que pediu a exclusão da prova, alegando que o cliente não reconhece como sendo sua a voz gravada. O advogado também alegou que não teve conhecimento dessa prova, pois, segundo alegou, na época havia pedido desistência do caso.

O ex-prefeito de Coronel Sapucaia, Eurico Mariano, que seria o mandante do crime, já foi julgado, condenado, mas ainda está em liberdade.

Cleiton Segóvia foi preso dia 24 de janeiro deste ano na MS-156. Ele chegou a ser preso pela morte de Roman e fugiu após conseguir decisão favorável no Judiciário. Ele teria ajudado os autores do crime a fugir em uma caminhonete Nissan de cor vermelha.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions