A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

08/07/2013 16:32

Justiça concede liberdade aos 7 índios indiciados pela morte de PM

Viviane Oliveira
A liberdade provisória aos índios foi concedida nesta tarde durante sessão de julgamento no Tribunal de Justiça.  (Foto: Marcos Ermínio)A liberdade provisória aos índios foi concedida nesta tarde durante sessão de julgamento no Tribunal de Justiça. (Foto: Marcos Ermínio)

Por unanimidade, os desembargadores do Tribunal Justiça concederam nesta tarde (8) liberdade provisória aos sete índios, cinco homens e duas mulheres, que estão presos acusados de matar o produtor rural e policial militar aposentado, Arnaldo Alves Ferreira, de 68 anos. O crime ocorreu no dia 11 de abril deste ano em Lagoa Rica, distrito de Douradina.

De acordo com relator do processo, o desembargador Manoel Mendes Carli, neste caso está claro a omissão do Estado, pois os índios e o produtor rural tinham um histórico de brigas por causa da propriedade. “Existe vários boletins de ocorrência, tanto da vítima, quanto dos índios. O caso já era uma tragédia anunciada”, diz o relator.

O advogado dos índios, Luiz Elóy, disse que o próximo passo será pedir o deslocamento do processo para a Justiça Federal, pois a defesa entende que esse homicídio foi diretamente ligado a disputa territorial e não uma simples briga de vizinho.

O resultado favorável foi aplaudido por dezenas de índios guarani-kaiowá da comunidade, em Lagoa Rica, que acompanharam a sessão, em Campo Grande. "Eu acredito que até amanhã eles estarão soltos”, comemora Luiz Elóy.

O produtor era dono de um sítio que faz divisa com a comunidade indígena Itaí e, conforme a Polícia Civil, os indígenas cortavam com frequência as cercas elétricas da propriedade e em consequência disso o gado fugia.

Porém o local era caminho das crianças indígenas irem para a escola, por conta disso algumas até tomavam choque ao tentar passar pelo local. No dia da confusão, a vítima foi na comunidade tirar satisfação com os indígenas, onde resultou na morte do aposentado.

Após o crime, o indígena João da Silva, de 51 anos, também ferido no confronto, foi preso em flagrante. Outros seis indígenas, Samuel Gonçalves, João Isnarde, Ifiginha Hirto, Sérgio da Silva, Elaine Hilto e Vanilton Gonçalves foram presos depois.

Segundo laudos de exames necroscópicos, Arnaldo foi agredido até a morte com golpes de facão e flecha. O advogado dos indígenas alegou legítima defesa, pois no dia da confusão, a vítima invadiu a comunidade e, armado com um revólver teria atirado nos índios.



a justiça sabe que o ex- pm estava errado querendo fazer filme na aldeia atirando e colocando os índios como refém e na reação dos índio deu o resultado, me diga quem está errado? os indígena ou PM!
 
otavio joao em 10/07/2013 20:47:01
Então tambem é desnecessário punir os responsáveis pela morte na fazenda BURITI, pois lá tambem era uma disputa por terra e uma tragédia anunciada, quando se diz que indio é imune a lei pois rasga ordem judicial, invade fazenda, queima propriedade, mata com requintes de crueldade eles são apenas os bons selvagens, os donos da terra, os guerreiros, é cruel hein, erro foi o meu de não ter nascido indio
 
ney fernando em 10/07/2013 07:17:39
E se fosse o contrário será que a justiça iria alegar que isso já era uma tragédia anunciada? Se eles mataram devem pagar na prisão!
 
Ana beatriz moreira em 09/07/2013 08:24:03
Pois é. Além dos bandidos que matam e fica por isso mesmo, índios podem matar em briga de vizinho e também fica por isso mesmo. É a nossa lei. Se fosse algum de nós, iríamos para a cadeia e lá ficaríamos. Precisamos nos declarar índios ou negros, pois assim teríamos mais direitos e menos deveres.
 
Ademir Pereira em 09/07/2013 03:37:28
Com esse resultado, agradou a toda comunidade indígena, e somente desagradou a "viúva". ficaram de bem com os índios. Agora sim, eles começaram a matar os vizinhos, estão respaldados. Sendo Estado acusado ( culpado ) o que será feito pela justiça?
 
Kamél El Kadri em 08/07/2013 20:52:01
Queria ver se fosse o produtor rural que tivesse matado um índio, estaria preso e condenado!
 
João Dias em 08/07/2013 20:17:02
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions