A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

28/08/2010 11:25

Lojas pedem mais cadeirinhas, a 4 dias de fiscalização

Redação

Com mais um prazo quase esgotado, os pais voltam à "saga" em busca de cadeirinhas e assentos para transporte de crianças em carros.

Na 14 de Julho, os pais procuram, mas têm dificuldade para comprar os equipamentos, principalmente o assentos para crianças maiores de 4 anos. Atendente Vanessa da loja Fofinho Baby conta que há 45 dias foi feito pedido desse produto, mas até o momento não houve entrega. "A indústria não dá conta" comenta.

A partir do dia 1° de setembro, próxima quarta-feira, será iniciada a fiscalização das novas regras do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), publicada em junho de 2008 e que começam a vigorar depois de um prazo extra, dado este ano aos motoristas.

A exigência deveria valer já em junho, mas como as lojas não tinham o produto para suprir a demanda, houve adiamento.

Na loja Maria João, na rua 25 de dezembro, só restaram as cadeirinhas para crianças com mais de 36 quilos, a 299 reais. Os assentos, ao custo de 144 reais, chegaram ontem, mas já acabaram e não há previsão de nova remessa.

Na avenida Mato Grosso, a Toca Brasil tinha na manhã deste sábado apenas 1 cadeirinha e um assento.

Pela lei, crianças de até sete anos e meio deverão ser transportadas obrigatoriamente no banco traseiro utilizando dispositivos de segurança.

Segundo a norma, as crianças de até um ano de idade deverão ser transportadas no equipamento denominado conversível ou bebê conforto.

Já entre um e quatro anos, é exigida a cadeirinha e de quatro a sete anos e meio devem ser usados assentos de elevação. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, as crianças até dez anos devem ser transportadas no banco traseiro.

Quem descumprir as normas referentes ao transporte de criança está sujeito a multa por infração gravíssima, no valor de R$ 191,54, além de sete pontos negativos na Carteira Nacional de Habilitação e a retenção do veículo até que a irregularidade seja sanada.

Detalhes - No caso da quantidade de crianças com idade inferior a dez anos exceder a capacidade de lotação do banco traseiro é permitido o transporte da criança de maior estatura no banco dianteiro, desde que utilize o cinto de segurança.

No caso de veículos que possuem somente banco dianteiro também é permitido o transporte de crianças de até dez anos de idade com o cinto.

No caso de motocicletas, motonetas e ciclomotores o Código de Trânsito Brasileiro estabelece que somente poderão ser transportadas crianças a partir de sete anos de idade, com capacete.

Preços - A última pesquisa realizada pelo Procon, feita pela internet, identificou variação de até 51% nos preços de cadeirinhas e assentos para crianças.

A maior diferença foi no assento de elevação para crianças de 15 a 36 quilos da marca Booster, encontrado desde a R$ 99,00 até 149,00.

Já as cadeirinhas variam bastante conforme o peso da criança e as marcas, com valores que vão de R$ 199,00 a R$ 1.199,00

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions